twitter

Braga Open inicia com Nuno Borges como primeiro cabeça de série

Braga Open inicia com Nuno Borges como primeiro cabeça de série
Fotografia

Publicado em 18 de setembro de 2022, às 17:52

Os seis portugueses a disputar o qualifying este domingo foram eliminados.

O Clube de Ténis de Braga recebeu este domingo o início da quarta edição do Braga Open, que se prolonga até ao dia 25 de setembro. Nuno Borges é o primeiro cabeça de série e o "líder" de uma comitiva portuguesa composta por 13 jogadores.

Nuno Borges, 93.º classificado no ranking ATP, é o principal candidato à conquista do título num torneio que já viu mais vezes um português vencer: Pedro Sousa (498.º ATP) foi o vencedor da primeira edição, em 2018, ao qual se seguiu João Domingues (273.º), em 2019. Ao tenista que esta semana cumpre a estreia no top 100 mundial de singulares juntam-se ainda, este ano, ainda Gastão Elias (210.º), Frederico Silva (250.º) e João Domingues (273.º), com entrada direta, bem como os convidados Gonçalo Oliveira (402.º), Duarte Vale (557.º) e Pedro Araújo (546.º).

O sorteio realizado este sábado ditou que Elias, Domingues e Vale vão iniciar a competição com cabeças de série. Gastão Elias vai discutir a passagem à ronda dois com o espanhol Carlos Taberner (121.º), segundo cabeça de série, fruto do 121.º lugar no ranking, e que em 2020 atingiu a final do Maia Open. Já João Domingues vai confrontar o checo Vit Kopriva (151.º), sexto favorito, e Duarte Vale vai medir forças com o francês Benoit Paire (176.º), o oitavo pré-designado e o jogador com melhor currículo entre os participantes desta edição, com um total de três títulos ATP e o 18.º lugar (alcançado em janeiro de 2016) como melhor classificação de carreira.

Nuno Borges, primeiro cabeça de série, vai jogar com o italiano Gian Marco Moroni (328.º) e Frederico Silva defronta o espanhol Nikolas Sanchez Izquierdo (241.º). Gonçalo Oliveira e Pedro Araújo são os únicos tenistas portugueses sem adversários definidos, uma vez que os primeiros oponentes disputam o qualifying.

O qualifying arrancou esta manhã, pelas 10h00, com seis portugueses a tentar chegar ao quadro principal. No entanto, o dia não sorriu para Daniel Rodrigues e Henrique Rocha, que foram afastados pelo italiano Samuel Vincent Ruggeri (399.º), por 6-2, 3-6 e 6-1, e pelo alemão Sebastian Prechtel (560.º), por 6-2 e 7-6 (4), respetivamente. Também Gonçalo Falcão e Jaime Faria foram eliminados por Javier Barranco Cosano (339.º), por 6-1 e 6-4, e Pablo Llamas Ruiz (508.º), por 6-4 e 6-1, respetivamente. Por fim, Miguel Gomes foi afastado por Tristan Lamasine (528.º), por 6-4 e 6-2, e Fábio Coelho cedeu perante o norte-americano Nicolas Moreno de Alboran (306.º), vencedor com 6-1 e 6-2.

Os seis tenistas eliminados despedem-se do Braga Open 2022 sem possibilidade de repescagem, uma vez que foram afastados logo na primeira ronda do qualifying. Ficam assim apenas sete portugueses no quadro principal da prova, a nível individual.


Autor: Diana Carvalho