twitter

Treinador do Gil Vicente quer corrigir erros e melhorar entrada no jogo

Treinador do Gil Vicente quer corrigir erros e melhorar entrada no jogo
Fotografia DR

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 17 de fevereiro de 2024, às 15:12

O Gil Vicente joga este domingo no terreno do Estoril Praia, num a partida agendada para as 18h00.

O treinador do Gil Vicente, Vítor Campelos, quer uma equipa com capacidade para corrigir erros e ter uma entrada mais forte nos jogos, já este domingo, frente ao Estoril Praia, na 22.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Os ‘galos’ vêm de uma derrota [1-0] na ronda anterior, na receção ao Vizela, num desafio em que o técnico saiu desapontado com o resultado, que impediu a equipa de ir para um lugar mais tranquilo na tabela. “Não entrámos bem nesse jogo [com o Vizela] e sofremos um golo consentido. Na segunda parte, impusemos um sentido único, mas, com a ânsia de querer ganhar, não tivemos tanto discernimento a finalizar. Era um jogo que devíamos ter vencido. Temos de apreender e crescer com os erros e entrar mais fortes já nesta partida”, disse Vítor Campelos, na antevisão ao desafio.

O técnico analisou que o campeonato “está muito competitivo e equilibrado” e antecipa “um duelo difícil, frente a um adversário que tem mostrado competência e feito coisas boas na presente época”. “O Estoril tem um leque de excelentes jogadores, com boa capacidade técnica. Privilegia a posse e explora bem a profundidade. Temos de estar sempre organizados e atentos. Sabemos o nosso objetivo e a nossa meta, que passa por conquistar os três pontos”, disse Vítor Campelos.

Questionado sobre a preponderância deste duelo frente a um adversário direto na luta pela manutenção na I Liga, e por a equipa vir de uma derrota frente a outro rival direto por esse objetivo, o treinador do Gil Vicente considerou que o desafio “é importante, por ser o próximo jogo”. “O campeonato está a ‘todo a vapor’ e uma vitória pode colocar-nos uma posição confortável na tabela. Mas, mesmo ganhando ao Estoril, todos os outros jogos vão ser importantes até atingirmos a marca dos 35 pontos”, analisou o técnico.

Sobre o facto de o Gil Vicente ter apontado apenas um golo nos últimos três jogos, Vítor Campelos não mostrou preocupação, e reconhecendo que no duelo com Benfica, na Taça, a produção ofensiva não foi grande, vincou que nos embates com Vitória de Guimarães e Vizela, para o campeonato, “a equipa produziu suficientes oportunidades para marcar e conseguir outros resultados”. Para o desafio de domingo, o treinador dos barcelenses não pode contar os lesionados Zé Carlos, Kiko Pereira e Depú, nem com o castigado Martim Neto.

O Gil Vicente, 11.º classificado, com 22 pontos, joga este domingo no terreno do Estoril Praia, 12.º, com 21, num a partida agendada para as 18h00 e que terá arbitragem de Iancu Vasilica, da Associação de Futebol de Vila Real.