twitter

Rui Borges: «Maior adversário será o terreno de jogo»

Rui Borges: «Maior adversário será o terreno de jogo»
Fotografia Moreirense

Publicado em 27 de outubro de 2023, às 09:59

Rui Borges quer fazer regressar hoje o Moreirense aos triunfos.

O técnico do Moreirense, Rui Borges, teme que o mau estado do relvado no recinto do Arouca se torne no maior adversário no desafio de hoje, marcado para as 20h15.

O responsável pela formação de Moreira de Cónegos, que falava em conferência de imprensa de antevisão da partida, também alertou para a necessidade de os seus jogadores terem capacidade para responder ao que o jogo vai pedir. «O maior adversário será o tempo e o estado do terreno. Esperemos que a relva ajude o espetáculo. O Arouca também é uma equipa que gosta de jogar desde trás. Temos de olhar ao que o jogo nos vai pedir, focados no que temos de fazer e àquilo que nos temos de adaptar», referiu.

Rui Borges considera ainda que a longa paragem do campeonato não foi benéfica para a sua equipa. «Esta paragem não é tão benéfica quanto isso, até porque estávamos numa fase positiva. O Arouca tem uma equipa bastante competente, intensa, bem orientada por um treinador que me é conhecido. É uma equipa que tem jogadores no ataque que fazem a diferença a qualquer momento».

E sobre o Arouca, o técnico do Moreirense classifica-a como «uma equipa que gosta de jogar desde a primeira etapa de construção, gosta de sair com critério», pelo que pede atenção à sua equipa a esses aspetos.

Ponck de fora, Camacho e Dinis em dúvida

Para o desafio de hoje, em Arouca, Rui Borges não vai poder contar com Ponck, expulso com vermelho direto no último jogo da Taça de Portugal, em Paredes, e tem João Camacho e Dinis em dúvida e só sobre a hora do jogo se saberá se estão em condições.