twitter

«Temos de olhar ao que o jogo nos vai pedir»

«Temos de olhar ao que o jogo nos vai pedir»
Fotografia MFC

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 26 de outubro de 2023, às 14:54

Rui Borges aborda deslocação do Moreirense a Arouca

O treinador Rui Borges afirmou hoje que o estado do tempo e do relvado pode influenciar a visita do Moreirense a Arouca e ser o “maior adversário” das equipas na abertura da nona jornada da I Liga de futebol.

O técnico dos ‘cónegos’ disse esperar que a relva auxilie duas equipas com “ADN de jogar bem, a partir de trás”, apesar de o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prever chuva e fixar um alerta laranja para as 20:15 de sexta-feira, altura em que arouquenses e vimaranenses se encontram no Estádio Municipal de Arouca.

“O maior adversário será o tempo e o estado do terreno. Esperemos que a relva ajude o espetáculo. O Arouca também é uma equipa que gosta de jogar desde trás. Temos de olhar ao que o jogo nos vai pedir, focados no que temos de fazer e àquilo que nos temos de adaptar”, vincou, na antevisão ao desafio.

Convencido de que ambos os conjuntos gostariam de um “espetáculo bem jogado”, com “bom tempo e boa relva”, o treinador de 42 anos acrescentou que o desafio “vai pedir a leitura no momento” a cada um dos jogadores.

O Moreirense, oitavo classificado da I Liga portuguesa de futebol, com 11 ponto, defronta o Arouca, 16.º, com seis, em partida marcada para as 20:15 de sexta-feira, no Estádio Municipal de Arouca, com arbitragem de Bruno Pires Costa, da associação de Viana do Castelo.