twitter

Miguel Oliveira termina treinos cronometrados na Austrália na 20.ª posição

Miguel Oliveira termina treinos cronometrados na Austrália na 20.ª posição
Fotografia DR

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 20 de outubro de 2023, às 15:34

O piloto português Miguel Oliveira (Aprilia) terminou hoje os treinos cronometrados do Grande Prémio da Austrália de MotoGP, 16.ª prova da temporada, na 20.ª posição.

 

O piloto luso sentiu dificuldades de afinação da sua Aprilia da equipa RNF, e fechou o dia a 1,768 segundos do mais rápido, o sul-africano Brad Binder (KTM), com o australiano Jack Miller (KTM) logo atrás, a 0,148 segundos, e o espanhol Maverick Viñales (Aprilia) em terceiro, a 0,269.

“Hoje foi um pouco estranho. Não tive nenhuma sensibilidade com a mota, especialmente com a frente nas curvas rápidas, em que se mexia muito, nem [tive] muita aderência na traseira, pelo que, definitivamente, havia qualquer coisa estranha”, começou por explicar Miguel Oliveira, que já tinha sido o 21.º nos primeiros treinos livres.

O piloto natural de Almada ainda recuperou 1,4 segundos para a sessão da tarde, mas insuficiente para garantir a passagem direta à segunda fase de qualificação (Q2), reservada para os 10 pilotos mais rápidos dos treinos cronometrados.

“Não é normal que esteja tão longe do ritmo ideal como estive hoje. De manhã ainda pensei que tivesse montado um pneu errado mas, na verdade, mesmo à tarde não tinha muito mais para dar”, lamentou Miguel Oliveira.

O piloto de 28 anos, que já venceu na Austrália em Moto3 e Moto2, admite que “ainda há muita informação para analisar” e tentar “dar um passo em frente” para sábado.

“Com a corrida a acontecer sábado, temos de estar preparados para encontrar uma solução rapidamente”, concluiu Miguel Oliveira.

Quem também teve problemas com a afinação da sua mota foi o italiano Francesco Bagnaia (Ducati), líder do campeonato, que não foi além do 11.º lugar nos treinos cronometrados.

Já o espanhol Jorge Martin (Ducati), segundo classificado do campeonato a 18 pontos de Bagnaia, foi o quarto mais rápido.

O espanhol Marc Márquez (Honda) voltou a cair, e logo nas duas sessões do dia (treinos livres e treinos cronometrados) e soma já 25 quedas esta temporada, a duas do seu próprio recorde (27), em 2017.

O espanhol Augusto Fernandez (GasGas) foi penalizado com a perda de três lugares na grelha de partida depois de ter rodado devagar pela trajetória ideal durante os treinos, afetando a tentativa de volta rápida do francês Fabio Quartararo (Yamaha).

No sábado disputa-se a qualificação e a corrida principal, antecipada em um dia devido à previsão de mau tempo para domingo e rajadas de vento na ordem dos 60 quilómetros por hora.