twitter

Matheus sonha com títulos no SC Braga e em chegar à seleção de Portugal

Matheus sonha com títulos no SC Braga e em chegar à seleção de Portugal
Fotografia SC Braga

Agência Lusa

Agência noticiosa

Publicado em 12 de outubro de 2023, às 09:22

O guarda-redes sonha com a chamada à seleção nacional de futebol 'AA'.

Conquistar títulos no Sporting Clube de Braga é a grande ambição de Matheus, disse esta quinta-feira o guarda-redes nascido no Brasil e naturalizado português desde 2020 e que também sonha com a chamada à seleção nacional de futebol 'AA'.

Como objetivos pessoais, o guardião luso-brasileiro, que falava à margem da iniciativa 'Turma Guerreira 2023/24”, com uma comitiva ‘arsenalista’ formada por jogadores das equipas masculinas (Matheus, Álvaro Djaló e Roger, da principal, e Kauan, da equipa B) e feminina (Dolores Silva, Ana Rute e Maria Miller) a visitar o Externato Paulo VI, em Braga, quer “fazer melhor do que na época passada” e sobretudo “conquistar títulos”. “Quero conquistar títulos por este enorme clube e marcar a minha história. Um jogador só fica marcado quando conquista títulos e bate recordes e eu tenho tentado, com trabalho e dedicação a cada época, fazer isso. Tenho alguns títulos, mas não estou acomodado, quero mais e quero continuar a fazer história neste grande clube”, reforçou.

Matheus, de 31 anos, a cumprir a sua 10.ª temporada nos minhotos, naturalizou-se português em março de 2020 e sonha com uma chamada à seleção nacional. “Todo o jogador tem o sonho de ser chamado à seleção nacional, mas, se no clube as coisas não estiverem a sair bem, isso não vai acontecer. O meu foco é no Braga, fazer uma grande temporada e depois deixar na mão do selecionador [Roberto Martínez]”, disse.

O SC Braga soma quatro vitórias consecutivas (três para o campeonato e uma para a Liga dos Campeões), sendo que as duas últimas, com o Rio Ave e o Union Berlim, foram conseguidas após reviravoltas no marcador concretizadas já nos instantes finais dos jogos. “Foi para testar o nosso coração. Foi uma semana muito boa, o acreditar, a fé, a crença de guerreiro contou muito. Nestes dois jogos foi notório quando dizemos que é até ao fim”, disse.

A equipa sofreu golos em todos os jogos do campeonato e só ficou a 'zero' em duas das 14 partidas oficiais que realizou até agora, ambas na fase preliminar da Liga dos Campeões, mas o guarda-redes diz não estar preocupado com o registo defensivo. “Não preocupa porque lá na frente estamos a fazer mais. Se marcarmos mais e sofrermos menos, o importante são os três pontos, ninguém quer saber quanto ficou, querem é saber a classificação no final”, disse.

Apesar disso, o jogador admitiu que a equipa tem “sofrido muitos golos, não há como esconder": "Vamos trabalhar o setor defensivo, mas não é só o setor defensivo, é todo o plantel. Quando se ganha, ganham todos, quando se perde, perdem todos. O golo começa no guarda-redes e é o avançado que começa a defender. É um todo. Vamos treinar esse setor defensivo para sofrer menos golos e não dar esses ataques cardíacos nos adeptos”.

O próximo jogo dos bracarenses é a 19 de outubro, com o Rebordosa, do Campeonato de Portugal (quarto escalão), na terceira eliminatória da Taça de Portugal, competição em que os minhotos foram finalistas na época passada.  “O objetivo é conquistar a Taça de Portugal, sinceramente. Mas, respeitando cada adversário. É muito difícil jogar em Rebordosa, temos de ir com os pés no chão e humildes”, afirmou, rejeitando que o pensamento esteja já na receção ao Real Madrid, cinco dias depois, para a ‘Champions’.