twitter

Reitor da UM aponta preocupação com "transição para o mercado de trabalho"

Reitor da UM aponta preocupação com "transição para o mercado de trabalho"
Fotografia

Publicado em 12 de setembro de 2022, às 10:50

Universidade do Minho começa esta semana a receber os 2.867 novos estudantes, colocados na primeira fase do Concurso Nacional de Acesso.

O reitor da Universidade do Minho (UM) apontou a preocupação com a "futura transição para o mercado de trabalho" dos alunos que foram colocados este domingo na instituição minhota de ensino superior. Numa mensagem para os 2.867 estudantes, Rui Vieira de Castro assegurou que fizeram "uma escolha acertada", optando por uma universidade "conhecida e reconhecida pela sua qualidade". Num vídeo divulgado nas redes sociais, o reitor Rui Vieira de Castro sublinhou o "ensino de qualidade" e que a UM está "preocupada com a inovação dos métodos de trabalho que adopta e com a articulação entre o ensino e investigação". O responsável máximo da Universidade do Minho explica ainda que os novos alunos vão encontrar uma instituição "cosmopolita, com estudantes oriundos de mais de 60 países, diversa e plural”, e preocupada, também, "com a integração de todos e que se orienta por valores de respeito e promoção da dignidade da pessoa humana”. Os novos alunos do ensino superior começam esta segunda-feira a matricular-se nas universidades e institutos politécnicos nos quais foram colocados. Na Universidade do Minho, o processo de matriculação decorre totalmente online. O primeiro dia de acolhimento aos novos estudantes é esta sexta-feira, dia 16 de setembro, com a atividade "GPS pelos Campi" e a recepção nas escolas e institutos da UM. A cerimónia de boas-vindas, que conta com discursos do reitor Rui Vieira de Castro e do presidente da Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM), Duarte Lopes, tem lugar na segunda-feira, dia 19, às 15h30, no Pavilhão Desportivo no campus de Gualtar, em Braga. O "Acolhimento '22" continua até à Receção ao Caloiro, dos dias 12 a 15 de Outubro, em Guimarães, e inclui as tradicionais Serenatas Velhas e Latada na cidade vimaranense, um Sarau Cultural em ambas as cidades e ainda o regresso do Caloiro de Molho pela primeira vez após o início da pandemia. A Universidade do Minho conta, desde 2021, com mais de 20 mil estudantes de licenciaturas, mestrados e mestrados integrados, e doutoramentos.
Autor: João Pedro Quesado