twitter

Professora da UMinho distinguida pela República Francesa

Professora da UMinho distinguida pela República Francesa
Fotografia

Publicado em 07 de fevereiro de 2023, às 17:06

Maria de Jesus Cabral é agraciada esta quarta-feira como "Chevalier dans l’Ordre des Palmes Académiques”

Maria de Jesus Cabral, professora da Escola de Letras, Artes e Ciências Humanas da Universidade do Minho (UMinho), é agraciada esta quarta-feira, dia 8 de fevereiro, pelas 17h30, como "Chevalier dans l’Ordre des Palmes Académiques", na Embaixada de França em Lisboa. A distinção honorífica da República Francesa é entregue a membros da comunidade educativa que prestaram serviços eminentes à cultura francesa.
“Estou muito satisfeita, significa um reconhecimento de um trabalho de três décadas nos estudos franceses e da minha paixão pelas letras”, confessa Maria de Jesus Cabral. A professora da UMinho é defensora da educação plurilingue e multicultural: “A literatura obriga-nos a conhecer o outro”.
Considera também que o francês se afirmacada vez mais como línguade investigação/ensino,decriação e de oportunidade no mercado de trabalho. "Este idioma é falado em mais de 50 países e a França é atualmente o primeiro criador estrangeiro de empregos em Portugal, realça. “Não temos que falar sóem inglês, a diferença é um fator enriquecedor, dentro e fora das fronteiras, quaisquer que sejam”, acrescenta.
Maria de Jesus Cabral é licenciada em Línguas e Literaturas Modernas, mestre em Literatura Francesa, doutorada em Literaturas Modernas e tem dois pós-doutoramentos em Estudos Literários. Na UMinho, leciona na Área de Estudos Francófonos e Italianos, do Departamento de Estudos Românicos, e é membro do grupo de investigação Identidades e Intermedialidades do Centro de Estudos Humanísticos (CEHUM). Nesse âmbito, coordena a rede europeia de investigação e ensino em leitura literária “LEA! Lire en Europe Aujourd’hui”, que cofundou em 2008. É também cofundadora e presidente honorária da Associação Portuguesa de Estudos Franceses (APEF), galardoada com o Prémio Hervé Deluen 2014 da Academia Francesa.
Presidiu a assembleia-geral da Associação Portuguesa de Literatura Comparada, dirigiu a revista “Carnets” e codirige as coleções “Exotopies” (Edições Le Manuscrit, Paris) e “Diálogos em Tradução” (Edições De Facto, Santo Tirso). Foi igualmente professora das universidades Católica Portuguesa, Aberta, de Coimbra e de Lisboa. Soma mais de 200 publicações, desde artigos científicos, capítulos e livros, comoMallarmé hors frontièrese, em coautoria,Lumières de Camus,Poétiques et pratiques du don,Exotopies de BarthesouMédicins, soignants, ossons la littérature. Centra os estudos na literatura e cultura de língua francesa dos séculos XIX e XX, em especial numa perspetiva comparada (literatura francesa, belga e portuguesa) e com incidência na poética do teatro e da leitura. Em paralelo, é uma das mentoras da medicina narrativa em Portugal. Neste âmbito, tem colaborado com a Escola de Medicina da UMinho, no curso “Narrativas e Literatura em Medicina”.

Autor: