twitter

PJ detém septuagenário por fogo ocorrido em julho em Braga

PJ detém septuagenário por fogo ocorrido em julho em Braga
Fotografia

Publicado em 24 de agosto de 2022, às 12:04

O incêndio florestal ocorreu na tarde de 15 de julho na freguesia de Gondizalves, em Braga.

Um homem de 71 anos foi detido por suspeitas da autoria de um incêndio florestal ocorrido na tarde de 15 de julho na freguesia de Gondizalves, em Braga. A informação foi avançada esta quarta-feira pela Polícia Judiciária (PJ). Em comunicado, a PJ de Braga diz que “as diligências realizadas permitiram a recolha de um sólido acervo probatório, que permitiu a identificação, localização e detenção do suspeito”.“Presume-se que [o detido] terá atuado com recurso a chama direta. No dia em que ocorreu o incêndio, Portugal encontrava-se em estado de contingência devido ao risco máximo de incêndios, com temperaturas a rondar os 40 graus centígrados”, lê-se na nota.

A força de investigação criminal adianta ainda que, “face às condições atmosféricas registadas naquele momento, em que se conjugavam altas temperaturas com um grau de humidade baixo, aliado à disponibilidade de combustível, o incêndio evoluiu rapidamente”.O fogo colocou “em perigo instalações industriais de empresas, de habitações e as manchas florestais situadas nas proximidades. Só não atingiu outras proporções devido à pronta deteção do mesmo e subsequente eficaz intervenção dos Bombeiros Voluntários e Bombeiros Sapadores de Braga, auxiliados por um meio aéreo, que assim evitaram a sua propagação”, acrescenta.

O septuagenário vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação.


Autor: Redação/Lusa