twitter

Gala Sanjoanina promove etnografia e ajuda projeto "Need for Dance"

Gala Sanjoanina promove etnografia  e ajuda projeto "Need for Dance"
Fotografia

Publicado em 07 de junho de 2017, às 23:40

Rui Ferreira apresentou ontem a III Gala Sanjoanina acompanhado dos parceiros e do projeto que irá ser beneficiado

O projeto "Need for Dance" é este ano o beneficiário da receita proveniente da bilheteira da III Gala Sanjoanina, um evento integrado nas Festas de S. João de Braga, que pretende ainda promover a etnografia da região.

O espetáculo, que está marcado para o próximo dia 14 de junho, às 21h30, no Theatro Circo, foi ontem apresentado em conferência de imprensa com a presença dos seus principais promotores e organizadores.

No encontro com os jornalistas, o presidente da Associação de Festas do S. João de Braga sublinhou que esta é uma iniciativa que tem um duplo caráter. Por um lado, disse, no âmbito da responsabilidade social, pretende-se dar visibilidade a causas. Depois, pretende também ser mais um contributo para a defesa das tradições e para a divulgação da etnografia desta região.

«Para nós, este é um momento muito importante», disse Rui Ferreira, confessando que espera ter no próximo dia 14 de junho a sala principal do Theatro Circo cheia. «Lançamos o repto a todos os bracarenses para que assistam a esta gala, não apenas pelo enriquecimento cultural que poderão levar desta iniciativa, mas também porque estarão a contribuir para um projeto meritório da nossa comunidade», acrescentou.

E, no que diz respeito ao espetáculo, cujos engressos custam cinco euros e já estão à venda na bilheteira do Theatro Circo, coube ao coordenador artístico da gala revelar o alinhamento das atuações.

Segundo José Machado, «a conceção gala deste ano obedece a um fio condutor para tirar partido de uma musicalidade própria da romaria» e que «se manifesta a nível instrumental e vocal».

Assim, o primeiro grupo a pisar o palco é o Quarteto de Cordas que representa o Museu de Cordofones Domingos Machado, composto por tocadores de cavaquinho e braguesa. «São quatro exímios tocadores», garantiu.

Depois, a gala prossegue com a presença de três grupos corais. Segundo José Machado, vão atuar o Grupo Coral da Misericórdia, o Grupo Coral de Dume e o Coro Académico da Universidade do Minho.

A III Gala Sanjoanina conta também com as atuações do Ensemble de Metais da Orquestra Filarmónica de Braga, e do "Need For Dance", encerrando depois com a exibição do Grupo Folclórico da Universidade do Minho.

Verba angariada já tem destino 

A representante do projeto "Need for Dance" garantiu ontem que a verba que resultar desta III Gala Sanjoanina já tem destino e será para ajudar a levar a cabo a sua própria gala anual.

Aos jornalistas, Raquel Cunha explicou que este é um projeto que existe em Braga há cerca de dois anos e surgiu com objetivo de criar momentos lúdicos a pessoas com deficiência.

Neste momento, disse, o projeto em Braga recebe pessoas com qualquer tipo de deficiência e de qualquer idade. Com origem no estrangeiro, ficou a vontade de concretizar esta iniciativa em Portugal e, há dois anos, o auditório do Parque de Exposições recebeu a primeira gala "Needo For Dance", tendo registado casa cheia. A partir daí «temos tido muitos pedidos», acrescentou.

Raquel Cunha salienta que este é um projeto totalmente voluntário, inclusivo e gratuito para os participantes. «Temos como parceiros a Bogalha, que nos cede as instalações porque necessitamos de um espaço amplo e com acessibilidades e temos crescido. Temos tentado mostrar as capacidades de forma diferente destas pessoas, que adoram fazer isto e dão muito à comunidade», salientou.

O projeto "Need For Dance" em Braga conta com cerca de 50 utentes que se reúnem todas as semanas para os ensaios. Aderiram ainda cerca de 15 voluntários, entre os quais terapeutas, pais dos utentes e amigos.

 


Autor: José Carlos Ferreira