twitter

Agrupamento de Trigal Santa Maria vence I Concurso de Estandartes

Agrupamento de Trigal Santa Maria vence I Concurso de Estandartes
Fotografia

Publicado em 25 de maio de 2017, às 23:48

A concurso estiveram nove trabalhos

O Agrupamento de Escolas de Trigal Santa Maria venceu o I Concurso de Estandartes que se realizou ontem à tarde, no âmbito da "Braga Romana". Irá, por isso, participar no cortejo triunfal “Bracara Augusta Triunphalis”, marcado para as 21h30 de hoje.

A concurso estiveram nove trabalhos. Para além do grupo vencedor, participaram a associação juvenil "A Bogalha", a JovemCoop, o Agrupamento de Escolas e a Associação de Pais da Escola Secundária Alberto Sampaio, o Agrupamento de Escolas e Associação de Pais da Escola Secundária Carlos Amarante e o Agrupamento de Escolas de Maximinos.

Os estandartes foram realizados pelas equipas ao longo dos últimos meses, que deram asas à sua criatividade e adaptaram os logótipos e ideais dos estabelecimentos de ensino ao período romano.

Após deliberar, o júri, composto pela vereadora da Educação e da Cultura da Câmara Municipal de Braga, Lídia Dias, e pela diretora do Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa, Isabel Silva, optou pelo estandarte do Agrupamento de Trigal Santa Maria, elaborado em couro e com referência ao logótipo da escola.

Na entrega do prémio a Jorge Reis, representante do grupo vencedor, Lídia Dias destacou o empenho de todos os participantes, que dessa forma contribuíram para enriquecer o programa da "Braga Romana".

«Quem hoje consegue ver o trabalho desenvolvido sabe que este não foi feito de um dia para o outro. Houve muito trabalho de pesquisa e de investigação. Só assim se consegue que as coisas aconteçam», referiu a vereadora.

Sobre os estandartes elaborados, Lídia Dias considerou que estes são demonstrativos da importância da "Braga Romana", resultando da «força» das escolas, associações e instituições do concelho.

Ao Agrupamento de Escolas de Trigal Santa Maria, desejou que possa mostrar a força da "Braga Romana" no cortejo de hoje.

Numa tarde bastante quente, as principais artérias do centro histórico contaram com a presença de muitas pessoas que aproveitaram para degustar produtos típicos ou comprar peças alusivas ao período romano, desde roupa a calçado e bijuteria.

Em simultâneo, atuações musicais e teatrais iam animando os transeuntes, interagindo com os mesmos. Foi o caso da encenação do "Julgamento das Deusas”, que contou com bastante público no Rossio da Sé.

"Villa Rustica" no Alto da Cividade convida a uma viagem no tempo

As Termas do Alto da Cividade são palco, durante a Braga Romana, da "Villa Rustica", um projeto realizado em parceria com o IEFP e que proporciona uma viagem no tempo a todos os visitantes.

Neste espaço são assim recriados diversos ofícios, numa tentativa de dinamizar o Núcleo Museológico do Alto da Cividade. Nas oficinas dos ofícios romanos encontram-se a cozinha e padaria, cuidados corporais e tratamentos medicinais, o cultivo de ervas aromáticas e artes decorativas.

De acordo com o presidente da Câmara Municipal de Braga, «este projeto apresenta um cunho pedagógico muito importante e cumpre com o desiderato de envolver cada vez mais instituições públicas na Braga Romana».

Uma das curiosidades reside no facto de os visitantes serem convidados a trocar o Euro pela "Caetra", uma das primeiras moedas cunhada pelos povos ibéricos e que contém elementos chave para compreender a conquista romana do norte e noroeste da Península Ibérica.

Numa colaboração com a Quinta Pedagógica, é ainda possível apreciar uma exposição de animais. 


Autor: Rita Cunha