twitter

Theatro Circo recebe estreia do projeto “Cara de Espelho”

Theatro Circo recebe estreia do projeto “Cara de Espelho”
Fotografia DR

Redação

Publicado em 22 de fevereiro de 2024, às 09:47

Banda reúne membros de projetos como Deolinda, Gaiteiros de Lisboa ou Ornatos Violeta.

O projeto Cara de Espelho tem estreia marcada para este sábado, dia 24 de fevereiro, às 21h30, no Theatro Circo. Esta será a noite em que o grupo se apresenta pela primeira vez ao vivo para mostrar o seu primeiro disco que surge do encontro de alguns dos compositores portugueses mais inventivos de várias gerações.

O ponto de partida desta banda que reúne membros de projetos de referência como Deolinda, Gaiteiros de Lisboa ou Ornatos Violeta, são as palavras e as composições de Pedro da Silva Martins às quais se associam as construções de instrumentos de Carlos Guerreiro, o baixo de Nuno Prata, as guitarras de Luís J. Martins e as percussões de Sérgio Nascimento, para servir a voz inconfundível de Maria Antónia Mendes.

Esta nova banda propõe um universo de canções de sonoridade singular, com enfoque social e urbano, onde se sente a provocação e a crítica acutilante da canção de intervenção, a presença da música popular e tradicional portuguesa e a inspiração dos grandes cantautores portugueses.

Explorando a riqueza da música popular portuguesa, o álbum percorre uma viagem que é também uma homenagem à sua diversidade, às suas origens e à sua história. Uma história feita de cruzamentos, encontros e diálogos entre tantas pessoas, povos e culturas que no passado, tal como no presente, constroem a comunidade e o país que somos. Um país que aqui é narrado tanto na sua leveza e festividade, como nas suas sombras e questionamentos.

Nada fica por cantar, em doze temas que percorrem sonoridades distintas, tanto acústicas como elétricas, soturnas ou celebrativas, salientando igualmente texturas sonoras de influência árabe e africana. E nada fica por dizer, em doze temas que vão ao osso e às entranhas do que somos, nestes tempos de conflito e polarização, mas também de interrogação e compromisso com um futuro que continua em aberto.

Cada canção é o reflexo das virtudes ou defeitos, das fraquezas, dos pequenos ou grandes poderes, dos tiques, dos vícios, disto que é ser cidadão ou, no sentido lato, do que é ser humano.

Nesta estreia ao vivo, além dos doze temas que compõem o disco “Cara de Espelho”, a banda irá apresentar também temas inéditos e ainda não editados que poderão ser ouvidos, pela primeira vez, em Braga.

Os bilhetes estão disponíveis a 15€ (7,5€ com cartão quadrilátero) no Theatro Circo, locais habituais e online (www.bol.pt).