twitter

Município de Braga vai criar equipa de sapadores florestais na divisão de Proteção Civil em 2024

Município de Braga vai criar equipa de sapadores  florestais na divisão de Proteção Civil em 2024
Fotografia Avelino Lima

Carla Esteves

Jornalista

Publicado em 20 de dezembro de 2023, às 17:46

Novo ano trará também a inauguração do novo quartel dos Bombeiros Voluntários e nova recruta nos Sapadores

Manter os bons resultados alcançados em 2023 no que respeita à prevenção e combate a incêndios e prosseguir na tendência decrescente é o grande objetivo para o novo ano de 2024 .

O vereador da Proteção Civil da Câmara Municipal de Braga, Altino Bessa avançou que uma das primeiras medidas nesse sentido passará pela criação de uma equipa de sapadores florestais na divisão da Proteção Civil, que fará a silvicultura preventiva , a vigilância e primeira intervenção, reforçando assim as equipas florestais da Associação Florestal do Cávado.

Segundo Altino Bessa o plano para 2024 passa também pela colocação em pleno funcionamento da Unidade Local de S. Pedro e  S. Mamede D’Este, contribuindo para o progressivo alargamento das atuais dez unidades locais de Proteção Civil às 37 freguesias do concelho, fornecendo apoio financeiro, material e formativo.

«Estamos também a ver a possibilidade de acomodar no orçamento a compra de um auto-tanque para os Bombeiros Sapadores, além de um investimento significativo na nova recruta, que permitirá ter 28 novos elementos no corpo de Sapadores Municipais, que representarão uma despesa efetiva para o Município na casa dos 500 mil euros por ano», avançou.

Salientou ainda que uma das grandes novidades para 2024, que contribuirá para a capacidade de atração de novos elementos será a inauguração do novo quartel dos Bombeiros Voluntários, criando mais condições a nível de formação e de prontidão na resposta.

No âmbito do planeamento para 2024, o coordenador da Proteção Civil Municipal, Vítor Azevedo adiantou também que será mantido e reforçado o contrato para execução coerciva, bem como o fornecimento contínuo para a beneficiação de caminhos rurais

«Será também reforçada a capacidade a nível de Proteção Civil com mais uma equipa com uma viatura e um kit para atuação na área da silvicultura preventiva e vigilância florestal», adiantou Vítor Azevedo.

O coordenador adiantou também que está prevista, para 2024, a construção de um ponto de água no zona oeste do concelho, para abastecimento de meios aéreos, bem como o reforço na aposta nas Unidades Locais de Proteção Civil. Outro dos objetivos para este novo ano passará por aumentar o número de exercícios de treino operacional com as ULPC, ESF, CBS e CBV.