twitter

Presidente do Turismo de Portugal na Semana do Turismo de Braga

Presidente do Turismo de Portugal na Semana do Turismo de Braga
Fotografia DR

Redação

Publicado em 26 de outubro de 2023, às 15:18

Turismo é um dos principais motores de crescimento da economia portuguesa

O Salão Nobre da Associação Empresarial de Braga (AEB) acolheu ontem, 25 de outubro, a conferência “Novas agendas para o turismo – Horizonte 2030”, com a presença do presidente do Turismo de Portugal, Carlos Abade, no âmbito da Semana do Turismo de Braga.

António Barroso, em representação do Município de Braga, falou de vários desafios do turismo na cidade de Braga, reforçando a necessidade de “se projectar de forma ponderada e estratégica o futuro do sector”, continuando a “promover Braga como um destino turístico de excelência e sustentável”.

O responsável aproveitou a ocasião para lançar alguns desafios a Carlos Abade, nomeadamente o de trabalhar em conjunto com o Município de Braga e a AEB para um futuro melhor para o sector. “Em primeiro lugar, conte connosco para lutar contra o ataque que tem sido feito ao alojamento local, pois Braga é um bom exemplo das boas práticas do alojamento local e do contributo positivo que este serviço pode dar em termos de reforço da oferta de alojamento e da reabilitação urbana. Em segundo lugar, ouvimos falar da importância dos apoios para a Cultura, e bem, mas faltam apoios para o Turismo. É preciso que o Estado disponibilize mais verbas para o Turismo de Portugal reforçar as suas acções de promoção e, sobretudo, o apoio às iniciativas e eventos que os Municípios desenvolvem e que tanto contribuem para Portugal ser o destino de excelência que é”.

Por último, António Barroso, alertou para a necessidade de valorização do Aeroporto Francisco Sá Carneiro. “Se queremos captar outros mercados, temos de fortalecer o aeroporto do Norte e pensar já na sua expansão. Há 50 anos que se fala no novo aeroporto de Lisboa e pouco se fez além de estudos”.

“O Turismo de Portugal pode contar com o total empenho do Município de Braga. Apesar de todos os desafios, queremos levar Braga mais além, bem como toda a região do Minho. Temos que trabalhar em harmonia, projectando e antecipando aquele que será o futuro do Turismo. Com essa visão, estamos confiantes de que conseguiremos captar ainda mais valor para toda a região, promovendo um turismo sustentável e de qualidade para todos”, concluiu António Barroso.

Daniel Vilaça, presidente da AEB, qualificou o Turismo como “o principal motor da economia” de muitas regiões, cidades, vilas e aldeias do país. “Os números da actividade turística em Portugal e os sucessivos reconhecimentos obtidos como melhor destino do mundo expressam bem o dinamismo e importância deste sector para a nossa economia e sociedade”, frisou.

Apesar da evidente progressão do sector em Portugal, o Daniel Vilaça vincou que “como qualquer outra actividade económica, o turismo está sujeito a ciclos de prosperidade, de retoma e de recessão”. Por isso, continuou, “temos e devemos de prosseguir a debater os desafios que o sector enfrenta, tentando encontrar as melhores soluções para um crescimento sustentado, coeso e inclusivo desta parcela tão relevante do nosso tecido económico e social. Neste contexto, a escolha do tema de hoje ‘Novas agendas para o Turismo’ surge da constatação de que o futuro deste sector, como de outros, tem de ser devidamente preparado, dinamizado e garantido”.

Daniel Vilaça lembrou, ainda, o estudo divulgado, recentemente, pela AEB sobre a percepção e as atitudes dos residentes de Braga em relação ao crescimento do turismo na cidade. “Os dados obtidos na investigação indicam, de forma muita clara, que Braga é um excelente exemplo de um destino em que há um equilíbrio saudável entre a qualidade de vida dos cidadãos e a afluência de visitantes e turistas à cidade”.

Carlos Abade, salientou que o Turismo de Portugal está empenhado em reforçar o Turismo como um dos principais motores de crescimento da economia portuguesa. Defendendo a “evidente evolução” e o “positivo percurso” do sector, o presidente do Turismo de Portugal afirmou que um dos objectivos desta instituição passa por fomentar a articulação com os agentes turísticos.

“Uma das actuais missões do Turismo de Portugal é, precisamente, articular-se com as empresas do sector, a fim de encontrar, em conjunto, soluções e estratégias benéficas para todos. Posto isto, gostaria de agradecer à Associação Empresarial de Braga pela oportunidade de nos aproximarmos desta realidade. É fundamental ouvir e compreender as preocupações dos empresários, para assim alinharmos o nosso trabalho às suas necessidades reais”, concluiu.

Durante a sua intervenção, Carlos Abade abordou os inúmeros desafios, actualmente, enfrentados pelo tecido empresarial neste sector. A crescente digitalização do turismo, o desenvolvimento sustentável e inclusivo dos destinos, as novas oportunidades, o combate à sazonalidade, a atracção de talento, a formação dos profissionais, os incentivos ao investimento, a mobilidade e os desafios fiscais, foram algumas das temáticas exploradas. 

Os participantes tiveram também uma voz activa na sessão. Vários empresários do sector expuseram as suas dúvidas e, sobretudo, as suas preocupações face aos desafios actuais e futuros do Turismo.