twitter

Bragahabit aumentou em 35% apoios ao arrendamento direto

Bragahabit aumentou em 35% apoios ao arrendamento direto
Fotografia Arquivo DM

Joaquim Martins Fernandes

Jornalista

Publicado em 22 de outubro de 2023, às 10:45

Encargos mensais com o rada para os novos apoios mais que duplicam face ao primeiro semestre de 2022

A revelação é feita no relatório de prestação de contas que a BragaHabit - Empresa Municipal de Habitação de Braga deu a conhecer ao Município de Braga. O documento relativo aos primeiros seis meses de 2023 faz saber que «no final do 1.º semestre [deste ano], no Regime de Apoio Direto ao Arrendamento (RADA), tinham sido aprovados 972 subsídios».

Trata-se de «um aumento de 35 por cento face aos números registados no mesmo período do ano passado», precisa a Administração liderada por Carlos Videira, notando que nos primeiros seis meses de 2022 foram aprovados 719 pedidos de apoio. Já sobre o valor dos encargos financeiros para a BragaHabit, o documento de prestação de contas faz saber que «o valor médio também aumentou, fixando-se agora nos 135,15 euros [mensais]».

 É quase o dobro do valor médio dos apoios concedidos no primeiro trimestre de 2022, que se fixou nos 78,38 euros. Contas feitas, o encargo mensal da BragaHabit com os apoios no âmbito do RADA mais do que duplicaram. Os apoios atribuídos no primeiro semestre do ano passado impunham encargos de 56 mil 355 euros, mas o “custo” dos apoios concedidos no primeiro semestre deste ano “custam” 131 mil 365 euros mensais.

 No âmbito do Regime de Apoio Direto ao Empréstimo, que entrou em vigor em abril deste ano, foram já aprovados apoios a 118 famílias. O valor médio do apoio é de 110,95 euros, sendo os mais elevados de 197,07 euros. Em menos de três meses de programa, os novos encargos são já de mais de 13 mil euros por mês.