twitter

Obras do Complexo Social e de Saúde fecham recuperação do património da Misericórdia de Braga

Obras do Complexo Social e de Saúde fecham recuperação do património da Misericórdia de Braga
Fotografia DM

Luísa Teresa Ribeiro

Chefe de Redação

Publicado em 10 de outubro de 2023, às 19:16

Investimento de 13 milhões de euros deve estar concluído no primeiro semestre de 2025.

A obra para a instalação do Complexo Social e de Saúde no edifício do antigo internamento do Hospital de S. Marcos fecha o ciclo de recuperação do património da Santa Casa da Misericórdia de Braga.

A empreitada de requalificação e ampliação do edifício António Maria Santos da Cunha já está em curso, prevendo-se que, se tudo correr dentro da normalidade, esteja concluída no primeiro semestre de 2025.

 

A revelação foi feita hoje ao Diário do Minho pelo provedor da Santa Casa da Misericórdia, Bernardo Reis, à margem do terceiro congresso da instituição, organizado em parceria com o Centro de Investigação Lab2PT – Laboratório de Paisagens, Património e Território da Universidade do Minho, subordinado ao tema “Memória e Património”.

O programa contemplou também a inauguração da exposição “Preservar para Divulgar”, centrada no Arquivo da Misericórdia de Braga, reunindo documentos inéditos pertencentes ao acervo documental da instituição, que foi recentemente alvo de inventariação, catalogação e limpeza.

O congresso prossegue amanhã, a partir das 9h30, no Palácio do Raio, com temas como a valorização do património arquivístico da Misericórdia de Lisboa, património da Misericórdia de Montemor-o-Novo, papel das misericórdias na assistência hospitalar, azulejos da igreja da Misericórdia de Viana do Castelo e dinâmicas para construir patrimónios nas misericórdias.