twitter

Câmara analisa reconhecimento público de projeto de laboratório da dst

Câmara analisa reconhecimento público de projeto de laboratório da dst
Fotografia DR

Redação

Publicado em 03 de outubro de 2023, às 08:52

Projeto da dst vai testar soluções de construção modular.

A Câmara Municipal de Braga analisa, amanhã, em sede de Reunião de Executivo, a proposta de reconhecimento público estratégico do “Living Lab”, projeto que prevê a construção de uma Unidade Laboratorial no complexo industrial da dst, localizada no Parque Industrial de Pitancinhos, em Palmeira, anunciou ontem a autarquia.

Segundo uma nota de imprensa, com um investimento global de 21,7 milhões de euros, o plano prevê a criação de 180 postos de trabalho sendo que, durante a fase de criação do projeto, irá envolver 30 empresas do setor.

Neste laboratório será «possível testar soluções de construção modular desenvolvidas no âmbito do novo cluster de inovação industrial da dst denominado “R2U Technologies | Modular Systems”, financiado no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência», pode ler-se na nota de imprensa.

Esta unidade surgiu tendo em conta «as crescentes necessidades do mercado e os novos desafios que o setor da construção enfrenta atualmente». «O mesmo permitirá a criação de um novo cluster industrial para a construção modular, capaz de posicionar o País como um fornecedor global de referência desta nova solução para o setor da construção», acrescenta o documento.

O projeto inclui uma unidade industrial vocacionada para a produção de unidades modulares 3D, que integram elementos ou componentes pré-fabricados; uma unidade industrial para o fabrico de sistemas/painéis multimateriais 2D, que incluirá materiais estruturais como aço e madeira, integrados com outros materiais e/ou componentes para atingir todas as funcionalidades; uma academia/centro de competências que tem como principal missão preparar as actuais e futuras gerações de trabalhadores com as ferramentas necessárias para a sua atividade profissional na indústria da construção modular; e um Living Lab, que irá testar e promover soluções no campo da construção modular e pré fabricação, de modo a responder de forma eficiente às necessidades crescentes do mercado mundial.

A par desta proposta, o Executivo Municipal irá ainda apreciar o projeto de arquitetura da operação urbanística de alteração e ampliação de edifício destinado a creche da Cruz Vermelha, situada na rua José António Cruz, em S. Victor.