As “Leis da redação”

 

1. O “Diário do Minho” é um jornal de informação geral, de expansão regional e de inspiração cristã. É propriedade da Empresa Diário do Minho, Lda.

2. O “Diário do Minho” está ao serviço de todo o homem e do homem todo e da construção de uma sociedade cada vez mais justa e mais fraterna, onde cada um seja respeitado na sua dignidade e nos seus direitos.

3. O “Diário do Minho” coloca o bem comum acima dos interesses particulares e não privilegia ninguém, procurando, no entanto, ser a voz dos sem voz.

4. O “Diário do Minho” rejeita quaisquer totalitarismos, quer de direita quer de esquerda. Rejeita todas as formas de violência e preconiza o diálogo como forma normal de resolver os diferendos.

5. Como instrumento ao serviço da pessoa humana, o “Diário do Minho” considera condenável tudo quanto se opõe à vida humana, como seja toda a espécie de homicídio, genocídio, pena de morte, aborto, eutanásia e suicídio voluntário; tudo o que viola a integridade da pessoa humana, como as mutilações, os tormentos corporais e mentais e as tentativas para violentar as próprias consciências; tudo quanto ofende a dignidade da pessoa, como as condições de vida infra-humanas, as prisões arbitrárias, as deportações, a escravidão, a prostituição, o tráfico de mulheres e jovens; as condições degradantes de trabalho, em que os operários são tratados como meros instrumentos de lucro e não como pessoas livres e responsáveis.

6. Como publicação periódica de informação geral e de inspiração cristã, está ao serviço de uma informação o mais possível verdadeira e objectiva, diversificada e completa.
Está aberto ao pluralismo e à diversidade de opiniões, tendo por limites os decorrentes da Doutrina da Igreja.

7. O “Diário do Minho” é um jornal onde se procura distinguir a informação da opinião e se actua de acordo com o princípio segundo o qual os factos são sagrados e os comentários são livres. Vincula-se ao respeito pelos princípios deontológicos e pela ética profissional dos jornalistas, assim como pela boa fé dos leitores.

8. O “Diário do Minho” é um jornal independente de qualquer poder político e económico.

Scroll Up