Fotografia: DR

Braval aumentou em 2022 recolha seletiva de resíduos

A empresa multimunicipal alerta que depósito de lixos no aterro também subiu.

24 Jan 2023

A empresa multimunicipal Braval – Ecoparque registou em 2022 uma subida de quase 130 toneladas de resíduos recicláveis face ao ano de 2021, revelou a empresa. «Em 2022, a Braval recolheu 18 276 toneladas de resíduos recicláveis nos ecopontos existentes na área de abrangência da Braval, mais 129 toneladas do que em 2021, o que corresponde a um aumento de 0,7%», refere a empresa, em comunicado enviado Diário do Minho.

O dcumento precisa que foram recolhidas 7 500 toneladas de embalagens de vidro, ou seja, mais 282 toneladas do que em 2021, evolução que traduz um aumento de 3,9%. Trata-se de uma subida que «poderá ser parcialmente explicado pela retoma de atividade da restauração, de festas, arraiais e outro tipo de celebrações», refere a nota de imprensa, precisando que «foram recolhidas 7 793 toneladas de papel/cartão e 2 983 de embalagens de plástico e metal». Para a estação de triagem foram encaminhados «menos 153 toneladas, uma diminuição de 1,4%. «Esta redução poderá estar relacionada com a crescente legislação que diminui a quantidade de plásticos de uso único», lê-se no comunicado, que avança que «a recolha de óleos alimentares usados diminuiu 8%», tendo sido recolhidos 65 027 litros, menos 5 247 relativamente a 2021. A descida é explicada pela eventual diminuição do consumo, motivado pelo aumento do custo do óleo alimentar.

«Nos contentores instalados nos cemitérios foram recolhidas 138 toneladas de círios e velas, mais seis toneladas do que em 2021, um aumento de 5%. Já a recolha de resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos voltou a diminuir, tendo sido recolhidas 129 toneladas, menos 24,8%. Em sentido oposto foi a recolha de pilhas, que cresceru 20% face ao ano anterior, subindo para 8,5 toneladas de pilhas e acumuladores. Relativamente à receção de pneus usados, a quantidade recebida aumentou 170 toneladas. No total foram recebidas 2 079 toneladas de pneus usados. A valorização energética do biogás produzido no aterro sanitário e na Central de Valorização Orgânica permitiu a introdução de 3672 MWh de energia na Rede Elétrica Nacional.

«Globalmente, 2022 foi, mais uma vez, um ano positivo em termos de reciclagem, No total foram para reciclar 20 630 toneladas de resíduos, mais 130 toneladas» que em 2021, comenta a empresa, que «felicita a população que tem contribuído para estes resultados». «Aqueles que separam os seus resíduos, colocando-os nos ecopontos, contribuindo para a preservação ambiental do nosso planeta», sublinha a Braval, notando que «ainda assim, a quantidade de resíduos indiferenciados depositada no Ecoparque Braval, continua a aumentar em todos os seis municípios» da sua área de influência. O aumento global foi de 1 162 toneladas, mais 1,1%, para um total de 109 685 toneladas. Destas, cerca de 40% são resíduos recicláveis, ou seja, mais de 43 mil toneladas, que ficam sujeitas ao pagamento de TGR por não terem sido separados na origem, um valor que ultrapassa um milhão de euros.





Notícias relacionadas


Scroll Up