Fotografia: Avelino Lima

Samba de Martinez embalou líder Vieira SC

O jogo esteve “entretido” até ao intervalo mas, diga-se, sem os guarda-redes a serem muito importunados.

Pedro Vieira da Silva
22 Jan 2023

O Vieira SC somou, ontem, o 14.º jogo sem perder – em todas as competições -, após bater, extramuros, o SP Arcos, por uma bola a zero. O brasileiro Martinez, com um belo remate, aproveitou, da melhor maneira, um desentendimento entre dois jogadores da turma bracarense, para fazer o único golo da partida, já na segunda parte.

Na primeira parte, o Vieira SC, que no campeonato não perde desde 25 de setembro – derrota em Forjães, onde mora o segundo classificado da série A da Pró-Nacional e que recebe, hoje, a AD Esposende –, poderia ter marcado, por Luca, que aproveitou um passe errado de Dinis, para rematar para defesa apertada de Alex que, ontem, completou 200 jogos com a camisola do SP Arcos.

O jogo esteve “entretido” até ao intervalo mas, diga-se, sem os guarda-redes a serem muito importunados.

A segunda parte abriu com um aviso sério dos locais, com Barbosa a ficar muito perto do primeiro golo da tarde que surgiu, aos 59 minutos, por Martínez, que aproveitou, da melhor maneira, um desentendimento entre Alex e um dos colegas do eixo defensivo, para fazer o primeiro e que seria o único da tarde.

A partir daí, o SP Arcos “cresceu”, teve mais bola mas nunca conseguiu encostar o Vieira SC que, com uma excelente organização defensiva, foi anulando os lances de ataque criados pela equipa de Braga. E foi até o Vieira a ficar perto do segundo golo, com Gama, com um excelente remate, a ver a bola embatar, com estrondo, na barra.

«Vieira SC aproveitou um erro»

«Faltou-nos o golo. Como toda a gente viu, não fomos inferiores ao Vieira. O Vieira aproveitou um erro nosso. Acontece, é futebol. Depois não fomos capazes de fazer o empate e ir à procura de mais. Mas enquanto foi possível os meus jogadores eram tudo e isso deixa-me contente para o que vem aí, porque eles sabem que temos de trabalhar muito e quando têm este tio de comportamento as coisas no final certamente vais ser felizes. Temos cinco ou seis jogadores lesionados, que não podem dar o seu contributo. Mas é isso que eu digo aos meus jogadores: não vale a pena  arranjar desculpas», disse, no final da partida, o técnico do SP Arcos, Pedro Leitão. 

«Fomos sempre superiores»

«Fizemos um jogo e poderíamos ter feito mais. Fomos sempre superiores e, mesmo na parte final, com algum pendor ofensivo do SP Arcos, a nossa baliza nunca passou por grande perigo. O adversário não fez um remate enquadrado e apenas me recordo de um remate de Fiúza. De resto… zero. Na primeira parte, nós tivemos 3/4 situações claras de golo mas não fizemos. Não nos podemos dar ao luxo de não fazer e, por isso, estava chateado ao intervalo. Uma coisa é não conseguir e não criar, outra é criar e desperdiçar. Sabíamos que era importante este jogo e que ganhar aqui nos daria mais consistência no G4.  Parabéns ao Alex pelos 200 jogos. Na segunda parte, mais com o coração do que com a cabeça, fizemos o golo numa altura em que era menos esperado. O Martinez fez, e curiosamente até era para ser substituído ao intervalo mas disse-lhe que lhe ia dar mais 10/15 minutos para ele dar um ar da sua graça. Merecemos vencer contra uma boa equipa que é o SP Arcos», disse.





Notícias relacionadas


Scroll Up