Fotografia: Inês Fernandes

Greve dos professores em Braga com portões fechados e concentrações de docentes e alunos [Veja o vídeo]

As greves dos professores por distrito continuam esta quinta-feira, com manifestações desta vez em Braga.

Diana Carvalho
19 Jan 2023

A greve dos professores por distrito continua esta quinta-feira, com manifestações desta vez em Braga. Há portões fechados, concentrações de professores, funcionários, alunos e encarregados de educação por várias escolas do concelho.

Na escola E.B. 2/3 de Lamaçães, há manifestantes desde o início da manhã. «Não investir na escola é hipotecar o futuro» é uma das mensagens transmitidas.

«Eu, como contratada, tenho reivindicações como ter direito a uma carreira. Estou há 19 anos no ensino, pago para trabalhar e sou professora, porque tenho uma retaguarda familiar e uns pais que me deixam ser professora. Se não, por esta altura, tinha acontecido como aos meus colegas, que saímos 50 em 2004 e estamos dez no ensino. E eles não voltam para o ensino como o senhor Ministro tem vindo a dizer», conta uma das manifestantes ao Diário do Minho. «Os mais novos e as pessoas não querem ir para o ensino. Não é uma carreira atrativa, porque não eles não sabem como é que os professores aguentam e têm paciência», acrescenta.

Em Lamaçães, apesar da manifestação, a escola mantém-se aberta. Isto porque, explica ainda,«os funcionários estão a trabalhar, mas os professores não estão a dar aulas». «Como verificamos nestas lutas, os professores não fecham escolas, mas sim os auxiliares de educação e os assistentes operacionais. Esses sim, fechas escolas. Nós podemos estar todos juntos à porta da escola, mas os alunos continuam a entrar, porque há funcionários. Não acontece o mesmo no 1.º ciclo, porque não há funcionários suficientes», conclui a manifestante.

Também na E.B.1 de Esporões há manifestações de pessoal docente e não docente, no âmbito da greve dos professores por distrito. Os alunos encontraram, esta manhã, uma escola fechada e com reivindicações dos seus professores à entrada.

Na E.B. 2/3 de Celeirós, o lema para a concentração é “Por Uma Escola com Futuro”. Pessoal docente e não docente junta-se em frente ao estabelecimento de ensino numa manifestação “pela escola pública”.

Em atualização





Notícias relacionadas


Scroll Up