Fotografia: Avelino Lima

Hospital de Braga responde a acusações levantadas pela Comissão Política do PSD

A instituição de saúde recorda porque é que é «um dos hospitais mais produtivos do país».

18 Jan 2023

O Hospital de Braga já respondeu às queixas levantadas pela Comissão Política da Distrital de Braga do PSD, após uma visita àquele estabelecimento.

Em resposta ao PSD, o Hospital de Braga vincou que «manteve, em 2022, os elevados níveis de produtividade que o caraterizam desde 2019, tendo cumprido o contrato-programa e sendo um dos Hospitais mais produtivos do país». Recordou ainda que «bateu, em 2021, o seu recorde de cirurgias, atingindo as 42.873, uma performance conseguida com a ajuda da contratualização de salas com entidades externas, sendo, por conseguinte, um exemplo de recuperação da atividade cirúrgica e da estreita colaboração entre entidades públicas, privadas e do setor social».

Vincou também que «o Hospital de Braga é a referência nacional nas áreas da produtividade e da eficiência económico-financeira, segundo dados do benchmarking da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS)». «O Hospital de Braga tornou acessíveis, a título totalmente gratuito, 239 fármacos, dos quais 81 inovadores, permitindo a prestação de cuidados de saúde à população com recurso às mais recentes técnicas farmacológicas», pode ler-se na resposta, que salienta também que «o Hospital de Braga, em conjunto com o Centro Clínico Académico (2CA-Braga), mantém um índice de desenvolvimento, inovação e ensaios clínicos que lhe permite o tratamento de centenas de utentes com fármacos não disponíveis no mercado».

«O Hospital de Braga apresenta, na componente financeira, um rigor de gestão que lhe permitiu fechar os três últimos exercícios com equilíbrio económico», afirmam. Pode ainda ler-se que «o Hospital de Braga não pode, de forma alguma, aceitar a associação do nível do seu desempenho assistencial às buscas realizadas pelo Ministério Público e Polícia Judiciária, originadas por uma denúncia anónima, e que são naturais em processos de investigação em instituições de diversos setores de atividade».

A terminar «o Hospital de Braga reforça que não foram constituídos quaisquer arguidos resultantes destas diligências e reitera o seu conforto e confiança quanto ao cumprimento dos trâmites legais dos concursos públicos visados pela investigação».





Notícias relacionadas


Scroll Up