Fotografia: DR

Bombeiros Sapadores de Braga socorreram 328 animais no ano 2022

No âmbito do projeto “Socorro Animal” que tem como objetivo a recolha de animais (canídeos e felídeos errantes) feridos, doentes ou acidentados na via pública.

Inês Pedro Fernandes
16 Jan 2023

Os Bombeiros Sapadores de Braga efectuaram, durante o ano transacto, 328 operações de socorro com animais, entre canídeos e felídeos domésticos. Destas diligências resultaram 5.510 km percorridos, com uma média de 16,7 km por serviço. No total foram empenhados 656 operacionais num somatório de 413 horas de exercício de trabalho efectivo.

O projecto “Socorro Animal” constitui-se como um serviço de transporte de animais, assegurado pelo Município de Braga, através dos Bombeiros Sapadores de Braga, efectuando a recolha de animais (canídeos e felídeos errantes) feridos, doentes ou acidentados na via pública.

Altino Bessa, vereador do Município de Braga, sublinha que “tem havido um esforço da Autarquia, quer por parte do Gabinete Médico Veterinário Municipal, quer dos Bombeiros Municipais, na defesa do bem-estar animal e da saúde pública. Também entidades como a AGERE, PSP, GNR e associações de protecção animal, têm desenvolvido um trabalho em rede nesta causa animal”, lembrando que para 2023 “é desejável que todas estas entidades continuem a empenhar esforços e em parceria, para melhorar esta causa”.

O serviço poderá ser solicitado  24h por dia, 7 dias por semana, através de um número de telefone directo (253 278 488) para os Bombeiros Sapadores de Braga – BSB.

O projecto conta com um fluxograma de procedimentos onde são contactadas as Autoridades Policiais e a Médica Veterinária Municipal, dando conta da ocorrência. Os animais são posteriormente encaminhados para Assistência Médico Veterinária em Hospitais Veterinários do Concelho. Os animais com detentor, na via pública, são igualmente socorridos, estando os custos assegurados pelos mesmos, ao abrigo da Lei n. 8/2017 de 3 de Março.

Este serviço foi desenvolvido a pensar na salvaguarda do bem-estar animal dos animais mais desprotegidos – os errantes na via pública. Desta forma é facilitada a promoção dos cuidados veterinários e de saúde primários aos animais errantes acidentados/doentes ou feridos em situação de emergência clínica. O veículo está preparado com boxes de transporte específicas para canídeos e felídeos, consumíveis para prestação dos primeiros socorros (nomeadamente oxigenioterapia) e maca.





Notícias relacionadas


Scroll Up