Fotografia: Avelino Lima/DM

Estrangeiros garantem retoma das dormidas turísticas em Braga

Entre janeiro e novembro de 2022, turistas deram a Braga mais 157 750 dormidas que em igual período do ano anterior.

Joaquim Martins Fernandes
14 Jan 2023

Os estrangeiros já são responsáveis pela maioria das dormidas nos alojamentos turísticos de Braga. Nos primeiros 11 meses de 2022 asseguraram 280 522 das 559 744 dormidas que dinamizaram as unidades hoteleiras, de alojamento local e de turismo de habitação. A subida foi de 85% face aos primeiros 11 meses de 2021, enquanto que a procura do alojamento turístico por nacionais teve uma subida de 22%. Os turistas estrangeiros que garantiram ainda que novembro de 2022 tivesse mais dormidas que novembro de 2019.

O concelho de Braga registou, em novembro de 2022, um número de dormidas nos alojamentos turísticos superior ao registado em 2019. A capital minhota, que é o 20.º destino turístico mais procurado do país, acumulou no penúltimo mês do ano passado 46 342 dormidas. São mais 42% que as 32 646 que foram registadas em novembro de 2021 e mais 0,28% que as 46 214 dormidas confirmadas para novembro de 2019.

Os números foram divulgados ontem pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) e permitem saber que o forte crescimento da procura na “terceira cidade” do país foiu assegurado pelos turistas não residentes. Só mês de novembro de 2022, foram 23 437 dormidas garantidas por estrangeiros, valor que sinaliza um crescimento de 36,37% face às 17 186 dormidas de não residentes contabilizadas pelo INE para novembro de 2021. Já na comparação com novembro de 2019 (20 635 dormidas de não residentes), o aumento foi de 13,57%.

 

Procura internacional

No acumulado dos primeiros 11 meses de 2022, o número de dormidas de turistas estrangeiros nas unidade de alojamento turístico de Braga cresceu praticamente 85%. Os dados do Instituto Nacional de Estatística dão conta que, entre janeiro e novembro de 2021, o concelho de Braga registou 151 802 dormidas de turistas não residentes em Portugal. O valor subiu para 280 522 dormidas entre janeiro e novembro de 2022, valor que corresponde a mais de 50% da totalidade das dormidas registados no período analisado pelo INE.

Nos mesmos 11 meses de 2022, os turistas nacionais foram responsáveis por 279 222 dormidas. Foram mais 22% que as 228 491 dormidas registadas entre janeiro e novembro de 2021, refere a publicação do INE sobre a atividade turística relativa a novembro de 2022.

Na comparação do mês de novembro de 2022 com o mês de novembro de 2021, verifica-se uma descida de 1,75%, com o número de dormidas de turistas nacionais a descer de 23 312 para 22 905 dormidas nos alojamentos.





Notícias relacionadas


Scroll Up