Fotografia: Escola de Engenharia da UMinho

António Costa visita projeto liderado cientificamente pela Escola de Engenharia da UMinho

A visita realiza-se no âmbito do Roteiro PRR.

Diana Carvalho
12 Jan 2023

O Projeto Lusitano recebe a visita do primeiro-ministro António Costa esta sexta-feira, dia 13 de janeiro, nas instalações da Riopele, em Famalicão. A visita realiza-se no âmbito do Roteiro PRR, que se encontra esta semana a conhecer in loco três das Agendas Mobilizadoras para a Inovação Empresarial já contratadas ao abrigo da Componente 5 do PRR, Capitalização e Inovação Empresarial.

A intenção da visita desta comitiva que o primeiro-ministro integra é conhecer o ponto de situação da implementação deste projeto inserido na Agenda Mobilizadora para a Inovação Empresarial da Indústria Têxtil e do Vestuário de Portugal, liderado pela Nau Verde, e que pretende acelerar a transformação estrutural da ITV nacional através da aposta na investigação e desenvolvimento de novas soluções baseadas em fibras naturais e/ou recicladas, na produção de fio reciclado/natural, mas também na procura de soluções energéticas e de gestão de recursos para sector.

«Entendo que todas as candidaturas com mérito devem ser apoiadas. Esta é a medida mais disruptiva do PRR para mudar o perfil produtivo do país, um projeto absolutamente transformador que pode alavancar tudo o que de melhor se faz no país», referiu o ministro da Economia, António Costa Silva, na altura da apresentação dos três projetos inovadores apresentados ao PRR no âmbito das agendas mobilizadoras, nos quais se insere o Projeto Lusitano. Na opinião do Ministro da Economia e do Mar, «a aposta na aprovação das agendas mobilizadoras do PRR pode mudar o perfil produtivo do país, com base na inovação tecnológica e não em baixos salários».

O projeto Lusitano conta com a participação de Twintex – Indústria de Confeções, S.A., Paulo de Oliveira, S.A., RIOPELE – Têxteis, S.A., Calvelex – Indústria De Confeções, S.A., Polopique – Comércio e Indústria de Confeções, S.A., Polopique – Acabamentos Têxteis, S.A., Polopique II – TECIDOS, S.A., Vanguarda – Soluções de Gestão e Organização Empresarial, LDA., Polywasser Technologies, LDA., Universidade da Beira Interior, Universidade do Minho (através do 2C2T – Centro de Ciência e Tecnologia Têxtil), Instituto Superior Técnico, Associação Fibrenamics – Instituto de Inovação em Materiais Fibrosos e Compósitos, INESC Microsistemas e Nanotecnologias (INESC MN), CENIT – Centro Associativo de Inteligência Têxtil, FF – Associação Fábrica do Futuro da Moda e do Design, e a Ventiláqua, S.A.. Os investigadores da UMinho vão estar presentes na visita desta sexta-feira à Riopele, juntamente com o Presidente da Escola de Engenharia, Pedro Arezes.

Raúl Fangueiro, investigador do 2C2T – Centro de Ciência e Tecnologia Têxtil, vice-presidente da Escola de Engenharia da UMinho e presidente da Associação Fibrenamics – Instituto de Inovação em Materiais Fibrosos e Compósitos refere que «a equipa da Universidade do Minho está envolvida no desenvolvimento de soluções têxteis sustentáveis, incluindo fios, tecidos e vestuário, com base em fibras naturais e fibras recicladas provenientes de vestuário em final do ciclo de vida». «A nossa equipa tem desenvolvido ao longo dos últimos anos conhecimento avançado nestes domínios, sendo reconhecida internacionalmente pelos avanços científicos e tecnológicos que tem alcançado, principalmente, no âmbito das fibras naturais emergentes, incluindo fibras provenientes de bananeira, ananás, conteira, entre outras», acrescenta. Para o investigador, esta é então «uma excelente oportunidade para transferir este conhecimento para a indústria nacional, garantindo a sua valorização através da criação de valor acrescentado, contribuindo igualmente para a substituição de têxteis com impacto ambiental mais negativo».





Notícias relacionadas


Scroll Up