Fotografia: Authentica

1.º Festival Authentica traz a Braga Kodaline, James Bay e Luísa Sonza a partir desta sexta-feira

As portas do recinto abrem às 16h30.

Redação/Lusa
9 Dez 2022

O festival Authentica decorre esta sexta-feira e sábado em Braga, com um cartaz que junta «grandes nomes internacionais», como Kodaline, James Bay, Luísa Sonza e De La Soul, e «consagrados artistas portugueses», entre os quais Dino d’Santiago e Jimmy P. A primeira edição do festival, que decorre no Altice Forum Braga, inclui mais de 30 atuações ao longo dos dois dias, que vão do pop ao rock, passando pelo indie, o hip-hop e a eletrónica.

Em declarações à Lusa, o promotor Marco Polónio, da Malpevent, destaca do cartaz os «grandes nomes internacionais, como Kodaline, Rag’N’Bone Man, James Bay, Nothing But Thieves, Luisa Sonza, Becky Hill e os míticos De La Soul», «consagrados artistas portugueses, entre os quais Dino d’Santiago, Mundo Segundo & Sam The Kid, Jimmy P e ProfJam», e também artistas espanhóis, como Mala Rodriguez e Rels B.

Os artistas vão distribuir-se por quatro palcos, espalhados pelo recinto que tem o Altice Forum Braga como estrutura principal e inclui «infraestruturas complementares». «Há uma tenda montada no estacionamento, onde haverá quatro concertos por dia, no palco Urban. E uma outra tenda onde há ‘street food’», explica Marco Polónio à Lusa.

No Forum Braga vão estar instalados o palco Authentica («o palco principal»), o palco Auditorium («dedicado a bandas emergentes») e o Dance Room («só para música eletrónica»). De acordo com o promotor, «a circulação entre o Altice Forum Braga e as tendas é feita por túneis, para que o público não tenha problemas em apanhar chuva».

No recinto vai haver também uma zona de “street art”, onde ao longo do festival estarão a ser executadas obras de três artistas portugueses: Steven Marques, Ricardo Cruz aka SUNNY e Bruno Guedes. Segundo Marco Polónio, as obras vão ser depois leiloadas, e o valor arrecadado vai ser entregue a uma instituição de solidariedade local, cujo nome vai ser divulgado durante o festival.

O recinto do Authentica, com capacidade para 18 mil pessoas, abre às 16h30 e encerra à 1h30 do dia seguinte. O objetivo da promotora Malpevent é «ter um festival anual sempre em Braga, sempre nesta altura do ano, e que, a curto prazo, seja considerado um dos maiores festivais de inverno da Europa».

A edição de estreia do Authentica esteve marcada para novembro do ano passado, também no Altice Forum Braga. No entanto, acabou por ser adiada para este ano, por ter sido exigida pela Direção-Geral da Saúde (DGS) testagem à Covid-19, nas 24 horas anteriores, a todos os participantes, mesmo os já vacinados e que possuíssem o respetivo certificado.





Notícias relacionadas


Scroll Up