Espaço do Diário do Minho

O impacto do divórcio nos filhos

8 Dez 2022
Célia Ferreira

Nos últimos anos tem-se verificado um aumento significativo do número de divórcios em Portugal. O divórcio, mais que um qualquer ato isolado, é um processo complexo, que poderá assumir uma complexidade ainda maior quando falamos em “conflito” e em crianças e jovens. O impacto do divórcio não é igual em todas as crianças e jovens, uma vez que a idade, a personalidade, a história de vida, a estrutura familiar e a qualidade das relações pais/filhos, são importantes fatores a considerar. No entanto, nunca as crianças e jovens poderão ter uma boa adaptação ao divórcio dos pais, se estes se focarem nas suas próprias frustrações, nos seus próprios desejos de vingança, esquecendo, desta forma, o superior interesse dos filhos.

Quando estes conflitos prevalecem, poderão existir alterações nos comportamentos das crianças e dos jovens a que os pais deverão estar atentos. Assim, em crianças mais pequenas, poderão ocorrer situações de enurese, maior dependência em relação a um dos progenitores, ou até mesmo a diminuição do rendimento escolar. Os adolescentes, por sua vez, poderão mostrar-se divididos na sua lealdade entre o pai e a mãe, e por isso mais facilmente poderão isolar-se, ou proteger de forma mais vincada um dos pais.

Desta forma, é importante que os pais estejam atentos às necessidades dos filhos, e que numa situação de divórcio possam:

1º – Garantir aos filhos que ambos continuarão sempre a ser os pais e que gostarão sempre deles;

2º – Não pedir aos filhos para tomarem partidos;

3º – Não usarem os filhos como “arma” em relação ao outro;

4º – Não usar os filhos como mensageiros para a outra parte;

5 º – Não falar mal da outra parte.

Não se esqueça dos direitos das crianças no divórcio, uma vez que, os seus filhos têm direito a serem protegidos por ambos os progenitores e desta forma sentirem-se, incondicionalmente amados por ambos.



Mais de Célia Ferreira

Célia Ferreira - 20 Jan 2023

A agressão é um tipo de comportamento cuja intensão é a de causar dano, físico ou mental. A agressividade pode acontecer de forma pontual ou de forma recorrente, e em todas as faixas etárias. Gritar, morder, chutar e até bater! Muitos pais vivenciam estes comportamentos por parte dos filhos e não sabem como agir. O […]

Célia Ferreira - 27 Out 2022

Os pais deparam-se diariamente com a tarefa de educar os seus filhos, situação que nem sempre é fácil. Em vários momentos, o uso de ameaças pode tornar-se um processo complicado e árduo. Estas ameaças são utilizadas, pelos pais, como uma tentativa de conseguirem controlar um comportamento que consideram desajustado ou errado por parte dos filhos. […]

Célia Ferreira - 28 Jul 2022

As crianças podem ensinar muito do que os adultos acabam por perder ao longo do tempo, por medos, ou eventualmente por influências sociais, sem que o consigam perceber. As crianças são muito expressivas, divertidas e maravilhosas em todas as suas maneiras de ser e estar no Mundo. Podemos dizer que estas podem, e são, com […]


Scroll Up