Espaço do Diário do Minho

O Clube é dos sócios – Iniciativa BL

1 Dez 2022
João Gomes

Na passada sexta-feira tive o gosto de participar numa tertúlia organizada pela Bracara Legion (BL), com o tema “Sporting Clube de Braga – Um mundial de histórias”.

Duas notas de registo:

A primeira, para endereçar os meus parabéns à organização, atribuindo nota excelente, pois demonstraram que são capazes de fazer algo diferente e com sucesso.

A segunda, para lamentar a ausência de qualquer membro da Direção do SC Braga, que, apesar de terem sido convidados, não compareceram, tendo demonstrado, mais uma vez, um completo alheamento face ao principal bem do clube – os sócios e adeptos. De referir que a Bracara Legion sempre esteve presente e disponível para apoiar o nosso clube, em todas as situações – nos sucessos e nos insucessos. Sei bem que foi assim. Assim sendo, atribuo nota negativa à Direção do SC Braga.

Posto isto, é importante salientar a qualidade dos moderadores/apresentadores, bem como dos oradores selecionados, que nos deliciaram com narrativas fantásticas sobre o clube que todos amamos.

O professor João Fernandes, autor do livro do centenário do SC Braga, abordou alguns aspetos interessantíssimos sobre a história do clube, sendo de salientar que o SC Braga não teve somente um fundador, mas um conjunto de pessoas que designou de “pioneiros”. Só isto diz muito da sua génese, pois foi assente em princípios associativos e isso é uma referência da união de todos os bracarenses – passado e presente.

Sameiro Araújo fez uma abordagem muito pertinente sobre o atletismo, e o seu sucesso no panorama nacional, ao qual, não tenhamos dúvidas, deu um contributo enorme na sua qualidade de treinadora. Foi a sua resiliência, o seu não conformismo, e sobretudo a sua frontalidade que contribuíram para levar longe o nome do SC Braga.

Paulino Carvalho, bracarense de “quatro costados”, deliciou-nos com estórias do seu tempo, tendo, no entanto, deixado a assistência com água na boca por não ter contado aquelas “estórias proibidas”. A sua narrativa foi de tal forma absorvente que ninguém deu pelo tempo passar.

Finalmente, o histórico Karoglan, foi igualmente capaz de captar toda a atenção do público, ao partilhar momentos relevantes da sua passagem pelo nosso clube. Karoglan foi e é, indubitavelmente, uma referência do SC Braga.

Por fim, resta lembrar aos organizadores que prometeram repetir este tipo de iniciativa. Isto sim, é o associativismo no seu melhor.

O clube não pode perder esta identidade. É e será sempre dos sócios. Como não me canso de o afirmar.



Mais de João Gomes

João Gomes - 2 Fev 2023

A Juventus, um dos maiores clubes italianos, e do mundo, propriedade da poderosa família Agnelli, donos da Fiat, da Ferrari, da Chrysler, de vários jornais italianos, etc., que tem como presidente Andrea Agnelli, foi penalizada com a perda de 15 pontos na Liga Italiana de Futebol, por irregularidades financeiras na transferência de jogadores. Esta sanção […]

JOÃO GOMES - 12 Jan 2023

Como várias vezes foi referido, neste artigo de opinião, o sistema que está instituído, relativamente à interferência dos empresários de futebol nos negócios das transferências de jogadores, era propício a um saque perverso aos clubes, que se traduzia na representação múltipla das partes (casos houve em que o mesmo empresário representava o jogador, o clube […]

João Gomes - 5 Jan 2023

Os clubes de futebol, sobretudo os que possuem menos recursos financeiros, têm hoje ao seu alcance ferramentas e tecnologias que lhes permitem superar alguns dos pontos menos fortes (ou até fragilidades) e que os colocam em desvantagem perante os mais poderosos. Contudo, o que grande parte dos ditos menos fortes mantém (na sua cúpula decisora) […]


Scroll Up