Fotografia: Francisco de Assis

Tesouro-Museu da Sé desafia bracarenses a oferecerem “Dulcineias” para ajudar a Cáritas

As peças feitas no Atelier Viana Cabral são sugestões para prendas de Natal.

Francisco de Assis
30 Nov 2022

A loja do Tesouro-Museu da Sé de Braga apresentou esta terça-feira a campanha solidária “Dulcineia Esperança”. Na sessão, o cónego José Paulo Abreu desafiou os bracarenses a adquirirem bonecas, “Dulcineias” para oferecerem aos amigos e familiares como prenda de Natal, que tem grande significado, uma vez que parte da receita reverte a favor da Cáritas Arquidiocesana de Braga, para que os mais necessitados tenham um Natal melhor.

A apresentação da campanha contou com as presenças do cónego José Paulo Abreu, diretor do Tesouro-Museu da Sé de Braga; Cláudia Igreja, da Cáritas Arquidiocesana de Braga; e Ricardo Cabral, do Atelier Viana Cabral, além de outras personalidades e alguns bracarenses que quiseram presenciar o início da campanha solidária.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up