Fotografia: DR

Orçamento de 96,6 milhões para pôr Barcelos na senda do desenvolvimento

Verba para o próximo ano é a maior de sempre.

Rita Cunha
30 Nov 2022

A Câmara Municipal de Barcelos vai gerir, no próximo ano, um orçamento de mais de 96,6 milhões de euros, o maior valor de sempre. Para atingir aquele montante, a autarquia prevê uma receita corrente acima dos 79 milhões de euros e uma receita de capital superior a 17 milhões de euros.

Como suporte desse montante, a autarquia prevê uma receita corrente acima dos 79 milhões de euros (2% superior a este ano) e uma receita de capital um pouco acima dos 17 milhões de euros (17.7% do total do Orçamento). No que respeita as despesas, a despesa corrente estimada ascende aos 58 milhões de euros, refletindo um acréscimo de 21.2%, devido ao aumento das despesas de pessoal e aquisição de bens e serviços. Já a despesa de capital supera os 38 milhões de euros, o que representa 39.7% da despesa total.

Segundo Mário Constantino, este documento «é mais um passo para os objetivos a que nos propusemos no compromisso eleitoral com os barcelenses: colocar Barcelos na senda do desenvolvimento, a par dos restantes municípios do quadrilátero, tornando o nosso concelho atrativo para o investimento, dotado de capacidade de gerar riqueza e melhorar a qualidade de vida dos seus habitantes, sempre em coesão social e territorial, tanto na zona urbana como nas freguesias».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up