Fotografia: SCB

Tiago Sá assume objetivo de vencer Taça da Liga

Guarda-redes do SC Braga fez balanço da temporada à margem de uma visita à EB1 de Nogueira.

Redação/Lusa
23 Nov 2022

O guarda-redes Tiago Sá disse hoje que o Sporting de Braga quer conquistar a Taça da Liga de futebol, prova na qual se estreia esta época no sábado, recebendo o Trofense, da II Liga.

Afirmando desconhecer se será titular diante do penúltimo classificado da II Liga, mas frisando estar “sempre pronto” para jogar, o guardião notou que o objetivo nesta competição “é chegar à ‘final four’ e depois vencer a Taça da Liga, é muito claro”.

Tiago Sá, que falava à margem de uma visita de uma delegação do clube à escola EB1 de Nogueira, abordou a baixa certa de Ricardo Horta nos ‘arsenalistas’, já que o capitão está a participar no Mundial2022 no Qatar.

“É um grande jogador e ainda bem que não está connosco, e o Racic [Sérvia] também, mais não estivessem era bom sinal, porque estariam no Mundial. É um jogador muito importante para nós, não é preciso dizer nada nem dimensionar o que ele já fez e faz por nós, mas temos plantel com qualidade e muitas soluções para cobrir a ausência dele”, considerou.

O guarda-redes fez um “balanço positivo” da temporada até agora, assumindo o falhanço “claro” de seguir em frente na Liga Europa.

“Faço um balanço positivo, estamos bem, temos apresentado bom futebol, com uma equipa ofensiva. Começámos muito bem, se calhar como muitos não imaginavam, mas nós sabíamos que tínhamos essa qualidade. As coisas estão muito dentro do que idealizámos para a época e os objetivos que traçámos. Falhámos um objetivo claro, que era avançar na Liga Europa, mas estamos na Liga Conferência Europa, que também é uma competição importante e temos uma palavra a dizer. De resto estamos dentro de tudo”, disse.

Sobre a possibilidade do Sporting de Braga aproveitar um momento menos bom dos ‘grandes’ para ficar em terceiro ou segundo lugar, o guardião minhoto frisou que a ideia passa “sempre por fazer melhor que no ano anterior, seja em pontos ou classificação”.

“A mentalidade no clube já é essa há uns anos, já conheço o clube desde que cá estou, é o que nos leva a chegar a patamares superiores e a ser melhor de ano para ano. Mas, o objetivo é claro, ir jogo a jogo. Podíamos dizer no início da época que queríamos ser primeiro ou segundo, mas depois perdíamos dois jogos em casa… O campeonato é difícil, jogos que parecem ser fáceis acabam por ser difíceis, cada vez mais as equipas são bem orientadas e organizadas, com bons treinadores”, disse.

O guarda-redes de 27 anos e só um clube na sua carreira (vai na 17.ª época no Sporting de Braga) considerou ainda sem fundamento as críticas a Artur Jorge na pior fase da época.

“Se despedíssemos um treinador em terceiro lugar [no campeonato] estávamos mortos, estava toda a gente sempre a ser despedida. Não acho que seja por aí, a equipa manteve-se no mesmo caminho e a trabalhar. Simplesmente houve coisas que saíram melhor no início da época e depois esta fase em que perdemos dois jogos em casa em que as coisas não saíram tão bem, mas trabalhámos sempre da mesma forma”, afirmou.





Notícias relacionadas


Scroll Up