Fotografia: DR

Página da internet do Parlamento Europeu alvo de ciberataque

A presidente da instituição, Roberta Metsola, acusou um grupo ligado ao Kremlin de ter cometido “um ciberataque sofisticado”.

Agência Lusa
23 Nov 2022

A página de internet do Parlamento Europeu foi esta quarta-feira alvo de um ciberataque, no dia em que a instituição aprovou uma resolução em que reconhece a Rússia como um Estado patrocinador do terrorismo, confirmou fonte oficial.

Fonte da assembleia europeia disse à agência Lusa que “o ‘site’ do Parlamento Europeu foi alvo de um ciberataque”, levando a que a página da internet da instituição esteja inacessível.

O porta-voz do Parlamento Europeu, Jaume Duch, escreveu na rede social Twitter que “a disponibilidade do ‘site’ do Parlamento Europeu está atualmente afetada por elevados níveis de tráfego de rede externa”, garantindo tratar-se de um “ataque” cibernético.

A presidente da instituição, Roberta Metsola, acusou através do Twitter um grupo ligado à Presidência russa (Kremlin), de ter cometido “um ciberataque sofisticado” e respondeu escrevendo “Glória à Ucrânia”.





Notícias relacionadas


Scroll Up