Fotografia: DR

Câmara de Famalicão centra nas famílias orçamento de 139 milhões de euros

A Câmara de Famalicão abdica de receita de 1,3 milhões de euros em benefício das famílias.

Joaquim Martins Fernandes
23 Nov 2022

A subida de cinco milhões no orçamento para 2023 face ao ano em curso conjugada com a «eficiência financeira» da gestão municipal vai permitir à Câmara de Vila Nova de Famalicão alargar o apoio às famílias. No próximo ano, os famalicenses vão pagar menos 1,3 milhões de IMI e de IRS, graças à redução das taxas que a aplicar pela autarquia. A revelação é feita pelo presidente da Câmara Municipal, na apresentação do orçamento para o próximo ano, que é votado na reunião camarária de amanhã, dia 24 de novembro.

«Estamos num município que tem gerido as suas contas com muita responsabilidade, o que nos tem permitido manter uma eficiência financeira alta – como o confirmou, recentemente, o Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses –, que nos tem dado elasticidade para responder, com eficácia e sem prejuízo das dinâmicas instaladas, às conjunturas pouco favoráveis com que nos temos deparado», referiu, em comunicado, Mário Passos.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up