Fotografia: DM

Arquidiocese de Braga lamenta “catástrofe”

O arcebispo D. José Cordeiro e o Pe. Armindo Patrão, pároco de Santa Eulália de Palmeira de Faro, endereçam “profundas condolências” aos familiares dos dois jovens de 22 anos que se encontravam no primeiro piso e morreram.

Redação
23 Nov 2022

A Arquidiocese de Braga e a paróquia de Santa Eulália de Palmeira de Faro receberam “com grande consternação e profunda tristeza” a notícia do deslizamento de terras da manhã desta quarta-feira, em Esposende.

Em comunicado, o arcebispo D. José Cordeiro e o pároco Pe. Armindo Patrão endereçam “profundas condolências e solidariedade aos familiares dos falecidos” na “catástrofe”.

“Rezamos por estes dois jovens defuntos e familiares. O Senhor dê força à família e aos fiéis da Paróquia de Santa Eulália de Palmeira de Faro e, na sua infinita misericórdia, conceda a paz eterna a estes dois jovens”, acrescentam os responsáveis religiosos.

Um deslizamento de terra e de pedras de grandes dimensões em Palmeira de Faro, no concelho de Esposende, atingiu na madrugada de hoje uma habitação unifamiliar, em que se encontravam seis pessoas. O alerta para o deslizamento de terra foi dado às 3h55.

Dois jovens de 22 anos que se encontravam no primeiro piso morreram. As restantes pessoas – um casal entre os 40 e os 50 anos e duas crianças, de 2 e 12 anos, foram retirados ilesos.

As operações para a remoção dos corpos das duas vítimas começaram no final desta manhã. Não há previsão para a conclusão dos trabalhos, segundo a Proteção Civil.





Notícias relacionadas


Scroll Up