Fotografia: Avelino Lima

Guimarães integra na “Cidade Natal” cultura europeia e património mundial

Celebrações arrancam dia 1 de dezembro e prolongam-se até 1 de janeiro de 2023 .

Joaquim Martins Fernandes
22 Nov 2022

O vereador da Cultura da Câmara Municipal de Guimarães, Paulo Silva, assumiu ontem o desafio de garantir «uma animação permanente» da “cidade-berço” durante o mês de dezembro para afirmar o território como “Cidade Natal”. «Esta realização tem como principal objetivo a dinamização da cidade numa época que muito diz às pessoas, especialmente às crianças», disse Paulo Silva. O vereador da Cultura, que falava na cerimónia de apresentação do programa “Guimarães – Cidade Natal”, destacou a aposta da realização nas vertentes da cultura e do património, com inclusão das comemorações do vigésimo aniversário da elevação do Centro Histórico de Guimarães a Património da Humanidade e da cerimónia de encerramento da celebração do décimo aniversário da Capital Europeia da Cultura no programa geral da campanha de animação natalícia. O autarca vimaranense considera que «o programa alargado de dinamização da quadra de Natal vai promover um maior dinamismo da atividade comercial local e proporcionar a quem visita Guimarães não apenas uma cidade histórica que se distingue pela particularidade de ser património mundial, mas também uma cidade repleta da magia do Natal».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up