Fotografia: DR

Famalicão assume encargos de dois milhões com construção de unidades de saúde

O novo Centro de Saúde de Joane tem um custo de construção previsto na casa dos dois milhões de euros.

20 Nov 2022

O Município de Vila Nova de Famalicão vai suportar uma despesa próxima dos dois milhões de euros para garantir a construção e o apetrechamento das novas Unidades de Saúde Familiar (USF), em Joane e Calendário. Esse encargo não inclui o valor dos terrenos cedidos pela Câmara Municipal e que foram avaliados em cerca de meio milhão de euros.

Na proposta de ratificação relativa à celebração de contratos-programa com a Administração Regional de Saúde do Norte referente às novas Unidades de Saúde Familiar, é apresentada uma estimativa orçamental para o equipamento de Joane de 2,017 milhões de euros, dos quais 1,160 milhões de euros são suportados por verbas advindas da União Europeia. Já no caso de São Miguel-o-Anjo, em Calendário, a estimativa orçamental é de 1,837 milhões de euros e um financiamento comunitário de 1,098 milhões de euros. Isto significa que, no total, o financiamento das duas USF vai custar cerca de 4 milhões de euros, cabendo à Câmara Municipal um esforço superior a 40% do total da obra.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up