Fotografia: Avelino Lima

Teologia deve lançar «grandes questões» nesta «sociedade adormecida»

O Congresso internacional sobre problemática dos seminários juntou D. Manuel Clemente, D. António Couto e João Duque.

Jorge Oliveira
19 Nov 2022

O bispo de Lamego defendeu ontem que nas Faculdades de Teologia tem que haver professores capazes de lançar interrogações sobre assuntos profundos e sérios, lançar questões que façam pensar e estudar.

«Penso que estamos num tempo em que é necessário sermos nós a lançar as questões, porque as pessoas andam adormecidas, anestesiadas, medicadas, e já não questionam», disse D. António Couto na sua intervenção no seminário internacional sobre a problemática dos seminários católicos. Falando no painel sobre “O papel de uma faculdade de Teologia para a formação dos futuros presbíteros”, D. António Couto alertou que se não for a Teologia a suscitar as «grandes questões» as pessoas «continuarão a viver numa sociedade adormecida».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up