Fotografia: DM

Câmara e famílias de Famalicão vão poupar milhões na conta da luz

As medidas anunciadas por Mário Passos vão possibilitar que o concelho reduza o consumo de energia em 30%.

Joaquim Martins Fernandes
19 Nov 2022

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Mário Passos, disse ontem que a fatura energética municipal inicia no final de 2023 uma trajetória descendente que deverá atingir a meta de menos 30% do consumo em 2030. «Esta é uma meta muito ousada mas que irá será alcançada com a aplicação do vasto conjunto de medidas que vão ser tomadas nos próximos anos», disse Mário Passos.

O autarca famalicense falava na conferência de imprensa de apresentação do Plano de Ação para a Transição e Eficiência Energética, que vai nortear a realização de um conjunto alargado de investimentos municipais e do setor privado. A diminuição de 30 minutos diários de iluminação na rede de iluminaDM ção pública, a regulação e harmonização da temperatura dos equipamentos de climatização interior (máximo de 19 graus no inverno e de 24 no verão); a redução siginificativa do tempo da iluminação festiva, como o Natal e as Antoninas, em horas e dias; a substituição completa dos sistemas de iluminação tradicional por lâmpadas de tecnologia LED; e a autosufeciência energética dos edificios públicos, são algumas das medidas que o município vai concretizar e que estão diretamente relacionados com a gestão autárquica.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up