Fotografia: Avelino Lima

Seminários estão numa encruzilhada e «requerem atenção apurada»

D. José Cordeiro sublinhou que o Seminário representa para a Igreja Local um dos bens mais preciosos.

José Carlos Ferreira
17 Nov 2022

O Arcebispo de Braga disse ontem que os Seminários «encontram-se numa encruzilhada» e, por isso, «requerem atenção apurada», espelhando «a Igreja à procura de se compreender, com percetível fadiga institucional e falta de clareza».

Falando na sessão de abertura do congresso internacional sobre a problemática dos seminários católicos, D. José Cordeiro alertou para o facto de «à medida que o êxodo de cristãos se acentua, de jovens e adultos em particular, diminui a plausibilidade de haver candidatos aos Seminários». «Porém, o campo das problemáticas alastra-se aquém e além da demografia. Se acreditarmos que ainda é válida a figura de presbíteros totalmente dedicados à construção da comunidade eclesial, e há ainda motivos sérios para responder positivamente, então será possível, pelo menos “ad experimenttum”, imaginar uma ministério evangelicamente mais singelo e uma formação ao ministério diferente em relação ao seminário atual?», questionou.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up