Fotografia: BV Barcelinhos

José Beleza eleito Comandante Operacional dos bombeiros do distrito de Braga

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos foi escolhido de forma unânime pelos 17 comandantes de bombeiros do distrito.

João Pedro Quesado
16 Nov 2022

José Beleza, comandante dos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos, foi eleito na noite desta terça-feira Comandante Operacional para o distrito de Braga.

A proposta foi feita pela direção da Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP), associação onde José Beleza desempenha as funções de secretário do Conselho Executivo.

De acordo com o gabinete de comunicação dos Bombeiros de Barcelinhos, José Beleza foi escolhido de forma unânime pelos 17 comandantes de bombeiros do distrito.

O cargo de Comandante Operacional integra-se no Comando Nacional de Bombeiros. O órgão foi criado pela LBP numa reunião extraordinária em setembro como uma estrutura paralela ao Comando Nacional de Emergência e Proteção Civil.

A lei das Grandes Opções para 2021-2025, da autoria do Governo, prevê a extinção dos 18 Comandos Distritais de Operações e Socorro (CDOS), cujo fim está marcado para 1 de janeiro de 2023. A atual estrutura será substituída por 23 comandos sub-regionais de emergência e proteção civil da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

A Liga dos Bombeiros Portugueses não aceita integrar esta nova estrutura da ANEPC, baseada nas comunidades intermunicipais, afirmando que os bombeiros estão organizados e trabalham a nível distrital. A associação dos bombeiros também considera “algo confusa” a criação dos comandos sub-regionais e antecipa “constrangimentos ou ruturas operacionais”.

“A LBP é nacional e representa todas as associações e entidades detentoras de corpos de bombeiros, estando organizada em federações distritais e regionais, pelo que não faz qualquer sentido que haja sub-regiões que possam ter a capacidade de mobilizar corpos de bombeiros que hoje se integram em seis federações distintas”, declarou a associação no início de setembro de 2022, após um despacho da secretária de Estado da Proteção Civil, Patrícia Gaspar, que determinou a realização de uma fase de testes de cinco salas de operações e comunicações, com vista à preparação da entrada em funcionamento das estruturas sub-regionais.





Notícias relacionadas


Scroll Up