Fotografia: DR

Câmara de Amares aprova orçamento «ousado» de 23 milhões de euros

Para o presidente, é um «orçamento ousado para um ano em que se joga o “tudo ou nada”».

Redação
15 Nov 2022

A Câmara Municipal de Amares aprovou hoje o Orçamento e Plano Plurianual de Investimentos para o próximo ano, que ascende os 23 milhões de euros, mais sete milhões do que no ano anterior. É, para o presidente da autarquia, um «orçamento ousado para um ano em que se joga o “tudo ou nada” no quadro comunitário que finda».

«Este orçamento foi elaborado no sentido de criar condições para fixar pessoas e atividades no nosso concelho, promover dinâmicas internas e desenvolver a identidade territorial, atuando na sustentabilidade e no fortalecimento da competitividade. Serão estas as nossas forças para afirmarmos e desenvolvermos este território, tornando-o cada vez mais visível para que possa atrair investimentos e pessoas», sublinha Manuel Moreira.

«Estamos convictos que as medidas e projetos contemplados vão ao encontro dos anseios e preocupações dos amarenses, respondendo à necessidade de reforçar, desenvolver e promover o nosso concelho, interna e externamente», vincou o edil.

Em 2023, o município de Amares pretende focar-se na concretização de projetos que já foram aprovados por parte dos fundos estruturais europeus, nomeadamente as reabilitações do Parque da Feira Semanal e da Igreja e espaços adjacentes do Mosteiro de Santa Maria de Bouro e criação do Centro Interpretativo; a conservação e restauro das capelas da Abadia; a conclusão da empreitada da mobilidade no concelho, na vertente melhoria das condições para os transportes públicos e criação da rede pedonal estruturante; e, por fim, a conclusão da Loja de Turismo da Abadia e das obras de requalificação do terreiro.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up