Fotografia: Município de Braga

D. José Cordeiro quer saúde «mais humana e humanizada»

D. José Cordeiro vincou que na linguagem bíblica, 25 anos é um jubileu e fez votos de que «este Congresso Nacional dos Médicos seja também um jubileu, seja marcante».

Carla Esteves
12 Nov 2022

O Arcebispo de Braga pretende que o 25.º Congresso Nacional da Ordem dos Médicos, que se realizou em Braga, constitua «uma marca numa saúde mais humana e humanizada».

Na sua intervenção D. José Cordeiro vincou que na linguagem bíblica, 25 anos é um jubileu e fez votos de que «este Congresso Nacional dos Médicos seja também um jubileu, seja marcante».

Recordando o conteúdo de duas obras que o bastonário da Saúde lhe ofereceu recentemente, e que o Prelado já leu na íntegra, D. José Cordeiro considerou que os dois livros constituíram uma oportunidade de revisitar Hipócrates, que diz que “a arte da medicina está em observar, curar algumas vezes, aliviar muitas vezes, consolar sempre”. 

D. José Cordeiro terminou, por isso, realçando a importância da relação médico-doente e da contínua humanização da sáude. 





Notícias relacionadas


Scroll Up