Fotografia:

Moreirense não abdica das possibilidade de seguir em frente

Para Paulo Alves, não se trata de um embate de David (Moreirense) contra Golias (SC Braga). 

José Costa Lima
10 Nov 2022

Noite de Taça de Portugal na Pedreira e com um convidado que fará poucos quilómetros para discutir a eliminatória com um SC Braga que, numa semana, foi eliminado da Liga Europa e perdeu novamente em casa para a Liga.

Eis o Moreirense, líder da II Liga, pronto para «impor» o seu jogo e encarar um conjunto arsenalista «com respeito mas sem temor».

«O SC Braga é um adversário que toda a gente conhece, todos sabemos qual é a sua dimensão, um clube habituado a estas andanças, finais de Taça de Portugal e Taça da Liga. Respeitando tudo isso, vamos disputar o jogo, vamos querer passar. Vamos tentar chegar à Pedreira e impor o nosso jogo, fazer tudo e mais alguma coisa para seguir em frente. Para conseguimos seguir em frente temos de nos apresentar ao nosso melhor nível», testemunhou Paulo Alves.

«O Moreirense é um clube eminentemente da I Liga, mas teve este contratempo de descer. Para sair da II Liga temos de lutar muito. Estes jogadores estão habituados a este tipo de jogos. O nosso discurso tem sido sempre esse, de trabalhar para vencer qualquer adversário, com respeito, mas sem temor», acrescentou o treinador do Moreirense, citado pelo Guimarães Digital.

«Damos importância a todas as competições, muita importância mesmo. Da mesma forma como acredito que a prioridade do SC Braga seja a Liga, nós vamos no mesmo sentido. Mas, damos uma importância extrema à Taça de Portugal. Não podemos abdicar de nada, muito menos das possibilidades que temos de seguir em frente», insistiu.

Para Paulo Alves, não se trata de um embate de David (Moreirense) contra Golias (SC Braga).

Paulo Alves rejeita papel de mais pequenos

«Nunca vou considerar a minha equipa o David, neste caso. Temos de ter orgulho e determinação para nos batermos contra quem for. Respeitamos a dimensão que o SC Braga tem neste momento, que marca presença em finais e disputa os primeiros lugares da Liga, mas isso não nos pode colocar num papel de mais pequenos. Os nossos jogadores têm de ter capacidade de se afirmar seja contra quem for», ressalvou.

Pese embora a determinação patente nas palavras de Paulo Alves, o facto de o Moreirense liderar confortavelmente a II Liga, essa posição privilegiada na tabela não lhe traz mais responsabilidades para o duelo desta noite, em Braga.

«Não acarreta mais, nem menos responsabilidade. Temos de ser sempre responsáveis. Estamos a fazer uma boa campanha, assente na responsabilidade e seriedade com que abordamos todos os jogo, pelo que amanhã [hoje] não será diferente. Queremos manter a responsabilidade e seriedade. Já analisamos o adversário, eles já sabem o que vão encontrar. A responsabilidade tem de estar sempre presente, depois a inspiração, eficácia ou qualidade de jogo podem ter variáveis», detalhou.





Notícias relacionadas


Scroll Up