Fotografia: Estúdios Lima/Vila Verde

Ricardo Horta lamenta “objetivo que fica para trás”

O capitão Ricardo Horta regressou aos golos no jogo em casa frente ao Malmö.

Luís Filipe Silva
4 Nov 2022

Ricardo Horta regressou ontem aos golos pelo Braga num jogo que teve um misto de sentimentos para o capitão dos arsenalistas. «É um objetivo que fica para trás», assumiu o extremo.

«Fizemos o que que tínhamos de fazer, mas infelizmente não aconteceu a passagem à próxima fase da Liga Europa. É um objetivo que fica para trás», começou por referir.

Disse ainda que os jogadores estavam a par do golo marcado pelo Union e Berlin. «Sabíamos que eles marcaram muito cedo, tínhamos de fazer o nosso trabalho. Esperámos que o público se manifestasse com um golo do Saint-Gilloise, mas não aconteceu«, disse.

Com a queda para a Liga Conferência, Ricardo Horta está expectante com «a nova competição», mas referiu haver outros jogos primeiro que geram de momento maior preocupação. 

O regresso aos golos trouxe também grande satisfação a Ricardo Horta. «Sou um jogador da frente e tenho de me destacar nesse capítulo, mas tento ajudar a equipa, acima de tudo».

André Castro: «não é muito normal uma fazer  10 pontos e ser qualificado»

André Castro lamentou que o triunfo snão tenha sido suficiente para manter a equipa em competição na Liga Europa.

«Continuamos na Europa. É pena que uma equipa que faz 10 pontos não se qualifique, não é muito normal, mas é culpa própria. Podíamos ter empatado o último jogo, no mínimo. O futebol é assim, hoje tínhamos de ganhar e ganhámos, mas não conseguimos o real objetivo», disse.

Castro elogiou a postura da equipa que fez o seu trabalho «de forma digna».

«Estávamos concentrados neste jogo, infelizmente chegámos a este jogo a depender de outros. Fomos dignos, entrámos com uma atitude positiva e tivemos várias chances de golo. O resultado peca por escasso, infelizmente não conseguimos o objetivo, mas vamos olhar para a Conference League com o mesmo respeito que olhámos para a Liga Europa», concluiu.

Djaló: «chegar o mais longe possível na Liga Conferência»

Álvaro Djaló estreou-se ontem a marcar pela equipa principal do SC Braga em jogos oficiais, naquele que foi também o seu primeiro golo numa competição europeia. O extremo estava feliz por ter ajudado a equipa a vencer mas lamentou que tal não tenha chegado para continuar na Liga Europa.

«Este golo soube muito bem porque serviu para a ajudar a equipa a conquistar os três pontos e a vencer o jogo, infelizmente não deu para passar. Tento fazer o melhor, assistências ou golos para ajudar a equipa e hoje [ontem] fui feliz e marquei», disse.

Djaló promete que a equipa vai apresentar na Liga Conferência  a mesma mentalidade competitiva.

«A Conference League é uma boa competição e vamos para lá com a mesma mentalidade da Liga Europa, queremos chegar o mais longe possível», disse.





Notícias relacionadas


Scroll Up