Fotografia: DR

Câmara de Vieira do Minho e ForBig apresentam projeto inovador contra o bullying

O objetivo é que esta iniciativa se assuma como uma ferramenta essencial para “ abortar” tentativas de bullying.

Redação
29 Out 2022

A Câmara Municipal de Vieira do Minho e a Associação ForBig em parceria com o Agrupamento de Escolas Vieira de Araújo apresentaram, ontem, na Escola Básica Domingos de Abreu um projeto inovador e pioneiro contra o bullying designado por  “No Bullying”, o projeto presente criar métodos de prevenção ao comportamento de Bullying.

O presidente da Câmara Municipal de Vieira do Minho, António Cardoso, da vereadora da Educação, Elsa Ribeiro, e a direção do Agrupamento de Escolas Vieira de Araújo também marcaram presença na apresentação do projeto perante uma vasta plateia de alunos do pré-escolar, primeiro ciclo, educadores, professores e auxiliares.

O momento que pretendeu alertar, sensibilizar e, acima de tudo, consciencializar para este flagelo que ultimamente tem assumido uma expressão cada vez maior nas escolas e na sociedade teve por base uma encenação da história da “Cegonha Marcolina”, dinamizada pela ForBig.

Na sessão de apresentação, o presidente da Câmara Municipal, António Cardoso, salientou a importância desta iniciativa, uma vez que o Município tem vontade de promover uma mudança de comportamentos e atitudes na sociedade e que passa, numa primeira fase, pelos mais pequenos. 

Segundo António Cardoso, o projeto “ No Bullying”, «apresentado neste local e neste ambiente, faz todo o sentido, uma vez que, devemos sensibilizar e consciencializar os mais pequenos no sentido corrigir comportamentos e atitudes».

O edil vieirense sustentou, ainda, que é intenção do Município avançar com esta iniciativa para o ensino básico e secundário, no sentido de travar o bullying nas escolas do concelho.

O objetivo é que esta iniciativa se assuma como uma ferramenta essencial para “ abortar” tentativas de bullying e contribuir para o desenvolvimento de uma cidadania mais humana, pois  uma criança que sofre de bullying tem muitas vezes consequências irreversíveis que limitam o seu crescimento e desenvolvimento, condicionando a sua vida adulta.

Por isso, neste tema em particular é extremamente importante agir a montante, introduzindo o bullying nestas idades, identificando os comportamentos que o podem originar e nunca catalogando as crianças como agressoras, bullies ou vítimas. 

Durante a presentação do projeto foi criada uma dinâmica entre a equipa que encenou a história da “Cegonha Marcolina” e as crianças, levando-as a ajudar as encenadoras a libertar a Cegonha Marcolina do bullying e das agressões que sofria por parte de outros animais.





Notícias relacionadas


Scroll Up