Fotografia: DR

Famalicão reúne especialistas e aponta caminho para futuro da indústria

O Fórum Económico de Famalicão encheu o auditório da Casa das Artes.

27 Out 2022

O país tem que ser mais parecido com o Norte e tem de olhar para o trabalho excecional que muitos municípios desta região, como é o caso de Vila Nova de Famalicão, têm feito na área do empreendedorismo, competitividade e inovação». A convicção é do professor de Economia da Universidade do Minho, Fernando Alexandre, um dos oradores convidados do 4.º Fórum Económico de Famalicão que encheu o grande auditório da Casa das Artes.

Aquele docente falava na apresentação do estudo “Do Made IN ao Created IN”, da Fundação Francisco Manuel dos Santos, que não só produz um diagnóstico rigoroso da economia portuguesa nas últimas décadas, como também aponta um futuro para o país e para a sua economia. Futuro esse que, defendeu o economista, deve basear-se na criação de condições «para a transição do paradigma made in para o paradigma created in, baseado no conhecimento e nas qualificações, e onde a inovação ocupa um lugar central no processo de criação de riqueza».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up