Fotografia: DR

Encontro “Poeta à Solta” reuniu poetas contemporâneos em Barcelos

A primeira edição decorreu este fim de semana e resultou de uma parceria com o projeto editorial Officium Lectionis, com coordenação científica da Cátedra de Sophia.

Redação
25 Out 2022

Quem vence esse primeiro medo, essa timidez, em relação à força da poesia, acaba por descobrir que a poesia diz respeito a toda a gente». Esta foi uma das mensagens que Valter Hugo-Mãe deixou no rescaldo do primeiro encontro “Poeta à Solta”, que decorreu em Barcelos no passado fim de semana. Hugo-Mãe falava após a inauguração da exposição antológica de pintura, desenho e colagem “O que é uma casa senão um parente extraordinário”, que mostra trabalhos do artista, e que está patente na Galeria Municipal de Arte, até ao dia 11 de dezembro. Antes, na abertura do evento, a vereadora do pelouro da Cultura mostrou-se feliz pela realização deste projeto, salientando que se trata de uma «semente, o primeiro verso de muitos mais que queremos escrever pelos anos vindouros, para que daqui a algum tempo possamos dizer que ponto a ponto, palavra a palavra, verso a verso, em plena liberdade fomos construindo o nosso poema».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho] 





Notícias relacionadas


Scroll Up