Fotografia: Julia Duro

Livro e concertos são para agradecer autores que ajudam o povo a cantar na missa em português

Cónego José Paulo Abreu mostrou o livro no concerto “Laudare Deum”.

Francisco de Assis
23 Out 2022

Antes do concerto “Laudare Deum”, que decorreu anteontem na igreja de S. Pedro e S. Paulo, em Braga, no âmbito das comemorações dos 450 anos do Seminário Conciliar, o cónego José Paulo Abreu, apresentou o livro “Seminário de Braga, Viveiro de músicos”, da sua autoria, juntamente com o professor José Abel Carriço. Na sua intervenção, o autor voltou a justificar o livro e os concertos, como formas de agradecer aos 31 músicos que, entre o antes e o pós Concílio Vaticano II, puseram o povo a cantar em português nas celebrações litúgicas, pelo que esta é uma forma de lhes dizer «obrigado».

«Ainda ninguém lhes tinham agradecido o que eles fizeram pelo povo. Puseram todos a cantar a cantar em português», em vez de latim ou grego, que é como se cantava antes do Concílio Vaticano II, lembrou.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up