Fotografia: GNR

GNR apreende quase dez toneladas de sardinha pescada ilegalmente em Esposende

Os mestres das embarcações incorrem numa coima que pode ir até aos 37 500 euros.

Redação/Lusa
19 Out 2022

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Caminha e do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Matosinhos apreendeu esta terça-feira, no Parque Natural do Litoral Norte (PNLN), em Esposende, 9 954 quilos de sardinha, com o valor presumível de 59 724 euros. Em comunicado, a força de segurança refere que, na operação, foram identificados os mestres das duas embarcações de pesca costeira, por pesca ilegal, e elaborados os respetivos autos de contraordenação.

A GNR explica que, no âmbito de uma ação de fiscalização dirigida à pesca comercial ilegal e à proteção de áreas marinhas protegidas, foram detetadas duas embarcações de cerco a pescar dentro da área marinha do PNLN. Os mestres das duas embarcações, dois homens de 55 e 58 anos, incorrem numa coima que pode ir até aos 37 500 euros. A operação foi desenvolvida pela Unidade de Controlo Costeiro, através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Caminha e do Núcleo de Proteção Ambiental de Matosinhos.

A GNR lembra que os recursos marítimos «devem ser explorados de modo a garantir, a longo prazo, a sustentabilidade ambiental, económica e social da pescaria». «O PNLN possui um dos mais elevados índices de biodiversidade do país. A criação de uma área marinha protegida no PNLN tem como objetivos, entre outros, a conservação da biodiversidade marinha, a conservação dos habitats associados ao ecossistema estuarino, a recuperação das populações de espécies exploradas comercialmente e a exploração sustentada dos recursos haliêuticos», remata.





Notícias relacionadas


Scroll Up