Fotografia: DM

Assembleia Municipal dá luz verde à gestão direta dos refeitórios pelas escolas

Deputados aprovaram também delegação de competência nos Agrupamentos.

Redação
17 Out 2022

A delegação de competências nos agrupamentos de escolas para a gestão de refeitórios escolares com gestão direta foi aprovada pela maioria dos deputados da Assembleia Municipal. A par disto, foi ainda aprovada a delegação de competências nos agrupamentos de escolas e na escola não agrupada, decorrente da aplicação da legislação em vigor. Embora votadas em pontos separados, os partidos, à exceção do BE, acabaram por discutir em conjunto as duas propostas, tendo sido o PS a tomar esta iniciativa. João Nogueira considerou que é de bom tom com as escolas tenham autonomia para aquisição de bens e serviços. No entanto, alertou para, na distribuição de verbas, a possibilidade de alguma discriminação. Sobre os refeitórios, João Nogueira considerou que os sistema de contrato diverge daquilo que está a ser usado e em causa pode estar o preço das refeições e o controlo da qualidade. Joaquim Barbosa, do PSD, explicou que foi negociado com as escolas a transferência de dez mil euros para cada estabelecimento de ensino.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho] 





Notícias relacionadas


Scroll Up